Abrir menu principal

Alterações

m
== Estatísticas ==
[[Ficheiro:Cacadiegues.jpg|200px|miniaturadaimagem|[[Cacá Diegues]], diretor de seis representantes brasileiros ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.]]
Os filmes representantes do Brasil são geralmente dos gêneros [[drama]], [[comédia dramática]] ou [[Filme de ação|ação]]. Até hoje, todos os selecionados foram produções de ficção e em live-action, ou seja, nunca foram escolhidos filmes de [[documentário]]s e [[animação|animações]].
 
[[Cacá Diegues]] foi o responsável por seis obras selecionadas como representantes do Brasil no Oscar, mais que qualquer outro cineasta. Entretanto, nenhum de seus trabalhos foi eficiente para indicação. Em seguida, aparece o paulista [[Nelson Pereira dos Santos]], que teve quatro de seus filmes representando o país; nenhum deles conseguiu ser finalista. [[Bruno Barreto]] e [[Walter Salles]] foram lembrados três vezes e ambos tiveram um de seus filmes entre os indicados. ''[[Pixote, a Lei do Mais Fraco]]'' e ''[[Carandiru (filme)|Carandiru]]'', ambos do argentino [[Hector Babenco]] e ''[[A Faca e o Rio]]'', do franco-holandês [[George Sluizer]], foram os representantes brasileiros realizados por cineastas estrangeiros. ''[[A Hora da Estrela (filme)|A Hora da Estrela]]'', de [[Suzana Amaral]] e ''[[Que Horas Ela Volta?]]'', de [[Anna Muylaert]], são os dois únicos filmes dirigidos por mulheres a representar o Brasil no Oscar.<ref name="Arte">{{citar web|título=Anna Muylaert é a 1ª mulher em 30 anos a representar o Brasil no Oscar|url=http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2015/09/anna-muylaert-e-1-mulher-em-30-anos-representar-o-brasil-no-oscar.html|publicado=[[G1]]|acessodata=5 de julho de 2017|data=10 de outubro de 2015|autor=Mendes, Letícia}}</ref>
6 114

edições