Diferenças entre edições de "Editio princeps"

15 bytes removidos ,  14h25min de 16 de setembro de 2017
pequenas adequações textuais
m
(pequenas adequações textuais)
 
Na [[filologia]] [[Estudos clássicos|clássica]], a '''''editio princeps''''' (em [[latim]], plural: ''editiones principes'') de uma obra é a primeira edição impressa do trabalho, que anteriormente existia apenas em manuscritos que só poderiam ser distribuídos após serem copiados a mão.<ref>[http://www.perseus.tufts.edu/hopper/text?doc=Perseus%3Atext%3A1999.04.0062%3Aalphabetic+letter%3DE%3Aentry+group%3D1%3Aentry%3Deditio-princeps-harpers ''"Editio princeps"'', em Harry Thurston Peck, Harpers Dictionary of Classical Antiquities (1898)], Perseus Digital Library</ref><ref>[http://greciantiga.org/arquivo.asp?num=0838 RIBEIRO JR., W.A. Editio princeps. Portal Graecia Antiqua]</ref> Como muitas vezes havia diferentes manuscritos da mesma obra ou havia dúvidas quanto à transcrição das palavras manuscritas, o trabalho do editor determinava o texto estabelecido único a partir do qual se deveria servir de referência.
 
Os textos mais importantes dos autores gregos e romanos clássicos foram, em sua maior parte, estabelecidos e publicados nos séculos XV e XVI, posteriormente à invenção da [[prensa móvel]], por volta de 1450. A mais antiga ''editio princeps'' é provavelmente o diálogo ''[[De Officiis]]'', de [[Cícero]], publicada em 1465.<ref>[http://www.perseus.tufts.edu/hopper/text?doc=Perseus%3Atext%3A1999.04.0062%3Aalphabetic+letter%3DE%3Aentry+group%3D1%3Aentry%3Deditio-princeps-harpers ''"Editio princeps"'', em Harry Thurston Peck, Harpers Dictionary of Classical Antiquities (1898)], Perseus Digital Library</ref> Por exemplo, aA ''editio princeps'' de [[Homero]] é a do editor [[Demétrio Calcondiles]], que se acredita ter sido publicada em 1488.<ref>[http://www.historyofinformation.com/expanded.php?id=390 History of information.com]</ref> Um dos editores mais prolíficos de ''editiones principes'' durante o [[Renascimento]] foi Aldus Manutius, através da coleção das edições Aldinas, de [[Veneza]].<ref>[http://exhibits.lib.byu.edu/aldine/aldWel.html Coleção Aldina da Harold B. Lee Library, Brigham Young University]</ref>
 
Em alguns casos houve a publicação parcial de textos, de traduções (por exemplo, de grego a latim) e de um uso que simplesmente equivale à primeira edição. O termo também passou a ser usado para obras que não fazem parte apenas das literaturas grega e latina, mas da tradição literária ocidental. Também é usado para trabalhos legais e outros documentos importantes.
2 417

edições