Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho ,  21h09min de 17 de setembro de 2017
O movimento salsa tem suas origens na [[Nova Iorque|cidade de Nova Iorque]] da [[década de 1970]], tendo posteriormente se espalhado pela [[América Latina]] e por todo o [[mundo ocidental]].<ref>Manuel, ''Popular Music of the Non-Western World'', p. 46</ref> Contudo, tal musicalidade já era popular na metrópole norte-americana décadas antes de sua explosão comercial. A cidade de Nova Iorque já havia sido berço da dança de estilo cubano na [[década de 1940]], quando das inovações marcantes de Machito na era do [[mambo]]. [[Tito Puente]] trabalhou durante certo tempo com os [[Afro-cubanos]] antes de iniciar sua própria banda. No início dos anos 1950, já havia bandas (ou ''[[big band]]s'') muito populares de mambo na cidade, entre as quais: Machito & His Afro-Cubans, Tito Puente e [[Tito Rodríguez]]. O epicentro de tal movimento cultural cada vez mais notório era o salão de dança "Palladium Ballroom", que atraía algumas estrelas de [[Hollywood]] e da [[Broadway]] em aulas livres de dança. O mambo e seu "templo", o Palladium, constituíam um fenômeno étnico e cultural.
 
Nos anos seguintes, a cultura norte-americana abarcou também o [[Chá-chá-chá (dança)|chá-chá-chá]]. A dança originária das bandas cubanas de [[charanga]], foi adotada com sucesso pelas classes populares de Nova Iorque. No início da década de 1960, a cidade contava com várias bandas de charanga, lideradas por futuros [[Ícone (semiótica)|ícones]] da salsa, como [[Johnny Pacheco]], [[Charlie Palmieri]] e [[Ray Barretto]]. [[Mongo Santamaría]] também foi um dos expoentes do estilo durante este período. Aa pachanga, por sua vez, foi popularizada pela Orquestra Sublime e outros grupos cubanos populares na cidade. A pachanga é a mais recente dança de origem caribenha a alcançar tal sucesso na comunidade latina estadunidense. O [[Embargo dos Estados Unidos a Cuba|Embargo a Cuba em 1962]] acabou por impactar não somente as relações políticas e econômicas, como também o fluxo cultural entre as duas nações.
 
Após a [[Revolução Cubana|Revolução de 1952]], o primeiro gênero musical cubano a ser observado nos Estados Unidos, ainda que por pouco tempo, foi o ''mozambique''. Porém nem a dança nem a música relacionadas ao gênero vingaram fora de Cuba. Apesar disto, alguns integrantes do conjunto La Perfecta, de [[Eddie Palmieri]], prestaram atenção ao movimento e foram inspirados a criar um ritmo semelhante. Apesar de os dois ritmos não se assemelharem em muitos aspectos, a banda recebeu severas críticas por conta da impopularidade da [[cultura de Cuba|cultura cubana]] à época.
Utilizador anónimo