Diferenças entre edições de "Raquel Gameiro"

3 593 bytes adicionados ,  04h24min de 21 de setembro de 2017
(+ {{Controle de autoridade)
'''Raquel Roque Gameiro Ottolini''' ([[Lisboa]], [[1889]] — [[1970]]) foi uma [[pintora]] [[Portugueses|portuguesa]].
 
Filha do pintor e [[aguarelista]] [[Alfredo Roque Gameiro]] e de Maria da Assunção de Carvalho Forte, irmã da ilustradora [[Maria Emília (Màmia) Roque Gameiro]], passou a infância e juventude na [[Amadora]], onde viveu com a sua família na actual [[Casa Roque Gameiro]]<ref>AAVV, Percursos, Conquistas e Derrotas das Mulheres na 1.ª República, coord. de Teresa Pinto, Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa - Grupo de Trabalho para as Comemorações Municipais do Centenário da República - Biblioteca Museu República e Resistência, 2010, p.131.</ref>. Começou a desenhar muito jovem, sendo seu primeiro registro de quando ela tinha sete anos de idade.<ref>{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/61707602|título=Dicionário de educadores portugueses|ultimo=1954-|primeiro=Nóvoa, António,|data=2003|editora=Edições ASA|local=Porto|isbn=9789724136110|oclc=61707602}}</ref>
 
Foi mãe da ilustradora [[Guida Ottolini]].
 
Dedicou-se sobretudo à aguarelaaquarela e à ilustração, tendo exposto pela primeira vez na [[Sociedade Nacional de Belas Artes]], onde foi várias vezes premiada, tendo também recebido um “Prémio Ex-líbris”, atribuído pela Imprensa Nacional. Em sua primeira participação, já recebeu uma menção honrosa. Lá, participou das exposições de 1909, 1910, 1913, 1915, 1929 e 1937. <ref>{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/61707602|título=Dicionário de educadores portugueses|ultimo=1954-|primeiro=Nóvoa, António,|data=2003|editora=Edições ASA|local=Porto|isbn=9789724136110|oclc=61707602}}</ref> Vários dos seus trabalhos encontram-se expostos no [[Museu de Arte Contemporânea (Fundação de Serralves)|Museu de Arte Contemporânea]] e no [[Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia|Museu de Madrid]]<ref>{{citar livro |primeiro=Fernando de |último=Pamplona |título=Dicionário de pintores e escultores portugueses ou que trabalharam em Portugal |volume=IV |edição=2.ª (actualizada) |ano= |local= |capítulo= |página= |editora=Livraria Civilização Editora |ISBN=}}</ref>.
 
Teve destaque na "Exposição da Obra Feminina, antiga e moderna de caráter literário, artístico e científico", organizada pelo jornal O Século e por Maria Lamas em 1930. <ref>{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/61707602|título=Dicionário de educadores portugueses|ultimo=1954-|primeiro=Nóvoa, António,|data=2003|editora=Edições ASA|local=Porto|isbn=9789724136110|oclc=61707602}}</ref>
 
Sua carreira como ilustradora teve início em 1906, quando Raquel tinha apenas 15 anos. Na época, ilustrou a coleção "Para as crianças", de Ana de Castro Osório. Interrompeu o trabalho ao casar-se com o 4º Conde de Ottolini, Jorge Gomes Ottolini.<ref>{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/61707602|título=Dicionário de educadores portugueses|ultimo=1954-|primeiro=Nóvoa, António,|data=2003|editora=Edições ASA|local=Porto|isbn=9789724136110|oclc=61707602}}</ref>
 
Retomou as suas atividades na década de 20, quando assinou obras de Adolfo Portela, Agostinho de Campos, Ana de Castro Osório, António Sérgio, Augusto de Santa-Rita, Emília de Sousa Costa, Mário Gonçalves Viana Rocha Martins, Rodrigues Lapa, Sara Beirão e Tomás Borba.<ref>{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/61707602|título=Dicionário de educadores portugueses|ultimo=1954-|primeiro=Nóvoa, António,|data=2003|editora=Edições ASA|local=Porto|isbn=9789724136110|oclc=61707602}}</ref>
 
De entre as várias ilustrações que produziu, são notáveis as imagens criadas para ''O Livro do Bébé'' (1917; 3.ª edição, 1925), com versos de [[Delfim Guimarães]] e a capa para o livro ''Água de Neve'' (1933), de Nuno de Montemor.
 
Também seque encontramuitos colaboraçãode artísticaseus dadesenhos suanão autoriapoderiam nasmais ser dissociados das histórias ilustradas, intensificou o seu trabalho na década de trinta, trabalhando também para jornais e revistas.<ref>{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/61707602|título=Dicionário de educadores portugueses|ultimo=1954-|primeiro=Nóvoa, António,|data=2003|editora=Edições ASA|local=Porto|isbn=9789724136110|oclc=61707602}}</ref> Além de ter colaborado para as revistas ''[[Serões (revista)|Serões]]'' (1901-1911)<ref >{{Citar web |autorurl=Rita Correia |data=24 de Abril de 2012 http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/FichasHistoricas/Seroes.pdf|título=Ficha histórica: Serões, Revista Mensal Ilustrada (1901-1911). |urldata=24 http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/FichasHistoricas/Seroes.pdfde Abril de 2012|formatoacessodata=pdf23 de Setembro de 2014|publicado=[[Hemeroteca Municipal de Lisboa]]|autor=Rita Correia|acessodataformato=23 de Setembro de 2014pdf}}</ref> e ''[[O Domingo Ilustrado]]'' (1925-1927)<ref name="HML07">{{citar web |autor=Rita Correia |data=10-11-2007 |URL=http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/FichasHistoricas/DomingoI.pdf |título=O domingo ilustrado : noticias & actualidades graficas, teatros, sports & aventuras, consultorios & utilidades (1925-1927). |formatodata=pdf10-11-2007|acessodata=23 de Abril de 2014|publicado=Hemeroteca Municipal de Lisboa|autor=Rita Correia|página=1,4|formato=pdf}}</ref>, teve diversas capas e ilustrações em publicações como ABC''zinho'', ''Joaninha'', ''Eva'', ''Ilustração Portuguesa'', ''Jornal dos Pequeninos'', ''Lusitas'', ''Modas e Bordados'', ''O Mosquito'', ''Mickey'', ''Portugal Feminino'' e ''Sphinx''. <ref>{{Citar livro|acessodataurl=23https://www.worldcat.org/oclc/61707602|título=Dicionário de Abrileducadores deportugueses|ultimo=1954-|primeiro=Nóvoa, 2014António,|data=2003|editora=Edições ASA|local=Porto|isbn=9789724136110|oclc=61707602}}</ref> Chegou também a ilustrar manuais escolares e a lançar dois livros de sua autoria. O primeiro foi ''A história do bebê'', obra em que os pais podem registrar os momentos mais marcantes da vida de seus filhos, desde o nascimento até a primeira comunhão. O livro obteve sucesso, com diversas reedições. O segundo ''A lição de Salazar'', em que participou do visual gráfico.<ref>{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/61707602|título=Dicionário de educadores portugueses|ultimo=1954-|primeiro=Nóvoa, António,|data=2003|editora=Edições ASA|local=Porto|isbn=9789724136110|oclc=61707602}}</ref>
 
== Homenagens ==
26

edições