Abrir menu principal

Alterações

29 bytes adicionados ,  12h20min de 22 de setembro de 2017
Corrigido erro da idade de D. João de Áustria, quando faleceu Carlos V.
O Imperador presidiu a [[10 de abril]] de [[1546]] a Dieta em Ratisbona, na [[Alemanha]], e conheceu a jovem. A família casou-a precipitadamente com um elemento da corte de D. [[Maria da Hungria]], [[Jerônimo Píramo Kegell]]. O menino viveu até seus três anos com o casal Kegell; os quais tiveram um filho (morto aos doze anos) e um caçula, Conrado.{{Carece de fontes|geo|si|data=setembro de 2010}}
 
Quando o imperador decidiu trazê-lo para a Espanha, aos nove anos, entregou-o a don [[Luis Menéndez de Quijada]], seu fiel mordomo e a sua esposa doña Magdalena de Ulloa. Foi assim educado na ignorância de sua origem no seu castelo de [[Villagarcía de Campos]], perto de [[Valladolid]]{{Carece de fontes|geo|si|data=setembro de 2010}}. Carlos oV quis conhecerconhecê-lo, chamando-o a [[Yuste]]; quando morreu o imperador (21 de setembro de 1558), o filho tinha 1211 anos.
 
Bárbara enviuvou e, mais tarde, obteve de Filipe II uma pensão, viveu em [[Antuérpia]], [[Gante]] e no [[Luxemburgo]] {{Carece de fontes|geo|si|data=setembro de 2010}}. Teve uma entrevista decisiva com o filho em [[1576]] e resolveu ir viver em Espanha. Estava destinada ao convento de Santa Maria ''la Real'', nos arredores de Valladolid, mas D. Magdalena de Ulloa a aposentou no palácio do marquês de la Mota; transferiu-se, depois de morto o filho, cerca de [[1580]], para a vila de [[Colindres]].{{Carece de fontes|geo|si|data=setembro de 2010}}
Utilizador anónimo