Diferenças entre edições de "Confederação do Canadá"

Sem alteração do tamanho ,  18h37min de 23 de setembro de 2017
m
(Desfeita a edição 48046922 de Cléééston)
Em abril de [[1866]], a [[Irmandade Feniana]] passou a lançar ataques constantes contra o Canadá. A irmandade era uma associação de americanos, de descendência [[Irlanda|irlandesa]], que planejavam capturar o Canadá, e manter o controle desta até que o Reino Unido concordasse em dar independência à [[Irlanda]], então sob controle britânico. Os americanos e os canadeses por diversas vezes pararam ataques fenianos, mas muitos canadenses acreditavam que a melhor solução contra estes ataques era a formação de uma forte nação. Por causa dos ataques, a Nova Escócia - porrapidamente aprovou a Confederação, enquanto a população da Nova Brunswick removeram o governo anti-Confederação do poder, e elegeram um governador, [[Sammuel L. Tilley]], um governador a favor da Confederação. Este rapidamente aprovou a entrada da colônia na Confederação.
 
[[Ficheiro:Reservists marshalled, in Elora Ontario, in 1862.jpg|250px|right|thumb|umUm regimento canadense defende [[Ontário]] contra um possível ataque americano, em [[1870]], três anos após a instalação efetiva da Confederação Canadense.]]
 
Em [[1866]], os líderes do Canadá, Nova Brunswick e da Nova Escócia reuníram-se em [[London (Ontário)|London]], [[Ontário]], para discutir os detalhes finais da formação da Confederação. Eles adotaram a ''"Quebéc Resolutions"'' - com apenas algumas pequenas mudanças. O Parlamento do Reino Unido aprovou a legislação necessária para a criação da Confederação em março de [[1867]], através do [[Atos da América do Norte Britânica|Ato da América do Norte Britânica]], que serviria também como a constituição da nova nação.
4 275

edições