Abrir menu principal

Alterações

50 bytes removidos, 17h08min de 4 de outubro de 2017
m
ajustes gerais, rm duplicados nas citações, outros ajustes usando script
O parque de refino da Abreu e Lima será orientado principalmente para produção de [[óleo diesel]] S10, o derivado de maior consumo no País. Cerca de 70% dos derivados ali produzidos serão de [[óleo diesel]],<ref>{{Citar web|url=http://www.petrobras.com.br/pt/nossas-atividades/principais-operacoes/refinarias/refinaria-abreu-e-lima.htm|titulo=Refinaria Abreu e Lima: Veja as Principais Operações {{!}} Petrobras|acessodata=2016-07-15|obra=Petrobras}}</ref> 32% a mais do que o normal, e com baixíssimo teor de [[enxofre]] (10 ppm). O diesel é o derivado de maior importação do Brasil e sua produção no [[Nordeste]] permitirá atender à crescente demanda por derivados na região e o excedente poderá abastecer ainda o restante do mercado nacional.
 
A refinaria irá produzir 230 mbpd, com partida parcial realizada em 06 dezembro de 2014,<ref>{{Citar web|url=http://blogs.ne10.uol.com.br/jamildo/2015/01/04/refinaria-abreu-e-lima-ja-refinou-14-milhao-de-barris-de-petroleo/|titulo=Refinaria Abreu e Lima refinou 1,4 milhão de barris de petróleo em um mês|data=2015-01-04|acessodata=2016-07-15|lingua=pt-BR}}</ref> a um custo previsto de 17,1 bilhões de dólares.<ref>'"Refinaria pernambucana da Petrobras caminha para ser a mais cara do mundo"'http://economia.ig.com.br/empresas/industria/2012-07-19/refinaria-pernambucana-da-petrobras-caminha-para-ser-a-mais-cara-do-mundo.html</ref>
 
O plano de negócios da Petrobras de 2008 passou a prever uma ampliação na capacidade de refino da Abreu e Lima para 240 mil barris por dia, existindo a possibilidade de uma nova expansão para até 500 mil barris por dia, o que a tornaria a maior refinaria do país.<ref>Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios 2008 - 2012 http://petrobrasri.infoinvest.com.br/modulos/doc.asp?arquivo=00951070.WAN&doc=ian350.doc&language=ptb</ref> Porém o plano de negócios atualizado não prevê mais esta expansão.
Durante o processo de apuração das irregularidades ocorridas na [[Petrobras]], investigadas pela [[Operação Lava Jato]], entre elas a construção da Refinaria de Abreu e Lima, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, [[Paulo Roberto Costa]], em depoimento na [[delação premiada]], revelou a ocorrência de [[superfaturamento]] por parte das empresas envolvidas em [[cartel]] nas obras da estatal.<ref>{{citar web|url=http://www.ebc.com.br/noticias/politica/2015/08/tcu-identifica-superfaturamento-de-r-673-milhoes-na-refinaria-abreu-e-lima|publicado=EBC|acessodata=7 de abril de 2017|título=TCU identifica superfaturamento de R$ 673 milhões na Refinaria Abreu e Lima}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.administradores.com.br/artigos/economia-e-financas/a-refinaria-abreu-e-lima-e-a-operacao-lava-jato/86497/|publicado=Administradores|acessodata=7 de abril de 2017|título=A Refinaria Abreu e Lima e a Operação Lava Jato}}</ref> Um parecer técnico do [[Ministério Público Federal]] (MPF), de outubro de 2014, apontou um superfaturamento de 613 milhões de reais das obras da Unidade de Coqueamento Retardado (UCR) da refinaria Abreu e Lima.<ref>{{citar web|url=http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/parecer-aponta-superfaturamento-de-r-613-milhoes-em-obras-de-abreu-e-lima/|publicado=Estadão|acessodata=7 de abril de 2017|título=Parecer aponta superfaturamento de R$ 613 milhões em obras de Abreu e Lima|autor=Ricardo Brandt, Fausto Macedo e Mateus Coutinho}}</ref>
 
Em 23 de abril de 2017, informações da delação do ex-executivo da Odebrecht Márcio Faria da Silva à [[Procuradoria-Geral da República]] (PGR) constaram que as obras realizadas na refinaria renderam 90 milhões de reais em propinas para ex-executivos da Petrobras ligados ao [[Partido Progressista (Brasil)|Partido Progressista]] (PP), ao [[Partido dos Trabalhadores]] (PT) e ao [[Partido Socialista Brasileiro]] (PSB). Segundo ele, as maiores empreiteiras do País se reuniram previamente para combinar a forma de atuação na licitação. As obras ficaram com a [[Construtora Norberto Odebrecht|Odebrecht]], [[OAS]], [[Camargo Corrêa]] e [[Queiroz Galvão]]. Dois contratos foram assinados em dezembro de 2009 – um no valor de 1,485 bilhão de reais e outro, de 3,19 bilhões de reais. Com custo inicial de 7,5 bilhões de reais, a refinaria Abreu e Lima ainda não foram totalmente concluídas. Suas obras já consumiram 58,6 bilhões de reais.<ref name="custos">{{citar web|url=http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,obras-na-refinaria-abreu-e-lima-renderam-r-90-mi-em-propina-a-pp-pt-e-psb,70001748996|publicado=Estadão|acessodata=25 de abril de 2017|publicado=Estadão|título=Obras na refinaria Abreu e Lima renderam R$ 90 mi em propina a aliados do PP, PT e PSB}}</ref>
 
{{Referências|col=2}}
{{Refinarias da Petrobras}}
{{Operação Lava Jato}}
{{sem interwiki}}
[[Categoria:Refinarias de petróleo do Brasil|Abreu Lima]]
[[Categoria:Ipojuca]]
210 071

edições