Diferenças entre edições de "Origens do beisebol"

4 bytes adicionados ,  01h58min de 6 de outubro de 2017
sem resumo de edição
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição via aplic. móvel
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição via aplic. móvel
O relatório final, publicado em 30 de dezembro de 1907, incluía três seções: um sumário das descobertas do painel escrito por Mills, uma carta de [[John Montgomery Ward]] apoiando o painel e uma opinião dissidente de [[Henry Chadwick (escritor)|Henry Chadwick]]. Os métodos de pesquisa foram, no melhor das hipóteses, duvidoso. Mills era amigo próximo de Doubleday, e em sua morte em 1893, Mills orquestrou o serviço e o enterro de Doubleday.<ref>Talmage p. 207.</ref> Doubleday tinha sido um membro proeminente da espiritualista [[Sociedade Teosófica]], na qual a esposa de Spalding era profundamente envolvida e em cujo complexo em [[San Diego]] Spalding residia na época. Wright e Reach eram efetivamente empregados de Spalding, pois havia secretamente comprado seus negócios de artigos esportivos alguns anos antes. O presidente da AAU e secretário da Commissão, Sullivan, era o faz-tudo pessoal de Spalding. Diversos outros membros tinham razões pessoas para declarar o beisebol como um jogo "Americano", como as fortes opiniões de Spalding sobre o [[Imperialismo americano|imperialismo americano]].<ref>Talmage p. 203.</ref> A Comissão encontrou uma história atraente: o beisebol foi inventado em uma pitoresca cidade rural sem estrangeiros ou indústria, por um jovem que mais tarde se graduou na [[Academia Militar dos Estados Unidos]] e serviu heroicamente na [[Guerra Mexicano-Americana]], na [[Guerra de Secessão|Guerra Civil]] e nas guerras americanas contra os Índios.
 
A Comissão Mills concluiu que Doubleday tinha inventado o beisebol em [[Cooperstown (Nova Iorque)|Cooperstown]] em 1839; que Doubleday tinha inventado a palavra "baseball", desenhado o diamante, indicado a posição dos campistas e escrito as regras. Nenhum relato escrito na década entre 1839 e 1849 tinha sido achado para corroborar estas alegações, nem Doubleday pode ser entrevistado (ele morreu em 1893). A principal fonte para a estória era uma carta do velho [[Abner Graves]], que tinha cinco anos de idade e residente de Cooperstown em 1839. Graves nunca mencionou um diamante, posições ou a escrita das regras. A confiabilidade de Graves como testemunha foi desafiada pois ele passou seus últimos dias em um asilo para loucos criminosos. Doubleday não estava em Cooperstown em 1839 e pode nunca ter visitado a cidade.<ref name="John Lloyd 2006" /> Ele estava matriculado na [[Academia Militar dos Estados Unidos]] na época e não registros de nenhuma licença. Mills, amigo de longa data de Doubleday, nunca ouvir ele mencionar o beisebol, e também não existe do jogo na autobiografia de Doubleday. Como pessoa, Doubleday era estudioso e sedentário, sem nenhum interesse observável no atletismo de qualquer tipo.
 
Versões das regras do beisebol e descrições de jogos similares tem sido encontradas em publicações que precedem significativamente sua alegada invenção em 1839. Apesar disto, o estádio construído em 1939 apenas poucos quarteirões do Hall of Fame ainda carrega o nome "[[Doubleday Field]]". Entretanto, além da intrusão artificial da pessoa de Doubleday e da vila de Cooperstown, os relatórios de Mills não estavam inteiramente incorretos em seu amplo esboço: o jogo relacionado com o Inglês ''rounders'' era jogado na América em tempos antigos; foi suplantado por uma forma variante originária de Nova Iorque por volta de 1840. Mas este desenvolvimento aconteceu na urbana cidade de Nova Iorque, não na campestre Cooperstown e os homens envolvidos não eram meninos de fazenda nem cadetes da Academia Militar.
12 976

edições