Diferenças entre edições de "Bilhete Único"

5 bytes removidos ,  19h55min de 10 de outubro de 2017
m (peq. ajustes, replaced: |author= → |autor=, |URL = → |url = (2), typos fixed: a a → a utilizando AWB)
O "Projeto de Bilhetagem Eletrônica", que resultou no "Bilhete Único", tem pelo menos 30 soluções diferentes e vários provedores de solução envolvidos no projeto.
 
Entre os problemas, o maior deles era a questão da recarga, pois todos os cartões são pré-pagos e a recarga não pode ser feita a bordo. Várias cidades brasileiras falharam em criar e espalhar uma rede de recarga. Devido a acordos com empresas distribuidoras de benefícios, em especial as de Vales-Transporte (VT) e com a [[Caixa Econômica Federal]] que concedeu suas lotéricas como pontos de recarga, hoje São Paulo conta com mais de 3.000 pontos de recarga (mar/2007). Hoje a recarga pode ser feita através da internet na [http://wwwbilheteunico.sptrans.com.br/bilhete_unico/lojaVirtual.aspx loja virtual da SPTrans].
 
Em 2013, passou a vigorar uma nova modalidade de Bilhete Único, o Bilhete Único Mensal, que permite a livre utilização de ônibus ou metrô/trem durante 31 dias pagando 140 reais, ou 230 reais, com a possibilidade de integrar entre ônibus e transportes sobre trilhos durante o período.<ref>http://noticias.terra.com.br/brasil/cidades/sp-alckmin-e-haddad-anunciam-bilhete-unico-mensal-integrado-por-r-230,d1d85d7120b72410VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html</ref><ref>http://www.estadao.com.br/noticias/geral,haddad-e-alckmin-anunciam-bilhete-unico-mensal-integrado,1099088</ref> No ano seguinte, passou a valer também outras modalidades de tarifação temporal, os Bilhetes Únicos Semanal e Diário.<ref name="SiteMetroBU"/><ref>http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/04/bilhete-unico-semanal-comeca-valer-partir-deste-sabado-em-sp.html</ref><ref>http://bilheteunico.sptrans.com.br/</ref>
2 677

edições