Mânio Juvêncio Talna: diferenças entre revisões

2 bytes adicionados ,  13h31min de 25 de outubro de 2017
m
rm link para a própria página, outros ajustes usando script
m (rm link para a própria página, outros ajustes usando script)
 
== Carreira ==
Talna foi [[tribuno da plebe]] em 170 a.C. e, com seu colega "Cneu Aufídio", acusou o [[pretor]] "Caio Lucrécio" por sua conduta tirânica e opressiva na [[Grécia romana|Grécia]]. Em 167 a.C., foi [[pretor peregrino]] e, no mesmo ano, apelou ao povo para que fosse declarada a guerra contra [[Rodes]] na esperança de assumir o comando da campanha. Mas falhou ao não consultar o [[Senado Romano|Senado]] e sua proposta foi veementemente combatida pelos tribunos da plebe "Marco Antônio" e "Marco Pompônio".<ref>[[Lívio]], ''[[Ab Urbe Condita libri|Ab Urbe Condita]]'' XLIII 8.</ref>.
 
Foi eleito cônsul em 163 a.C. com [[Tibério Semprônio Graco (cônsul em 163 a.C.)|Tibério Semprônio Graco]] e recebeu o comando da campanha contra os [[corsos]], que estavam rebelados e foram rapidamente derrotados. Como reconhecimento, o Senado lhe conferiu a honra de uma "ação de graças", mas ele não conseguiu celebrá-la pois, enquanto realizava os sacrifícios aos [[deuses romanos]], sofreu um ataque cardíaco que o matou instantaneamente.<ref>[[Lívio]], ''[[Ab Urbe Condita libri|Ab Urbe Condita]]'' XLV 16, 21.</ref><ref>[[Valério Máximo]], ''[[Nove Livros de Feitos e Dizeres Memoráveis]]'' IX 12. § 3.</ref><ref>[[Plínio, o Velho|Plínio]], ''[[História Natural (Plínio)|História Natural]]'' vii. 53.</ref>.
 
== Ver também ==
|ant1=[[Aulo Mânlio Torquato (cônsul em 164 a.C.)|Aulo Mânlio Torquato]]
|ant2=[[Quinto Cássio Longino (cônsul em 164 a.C.)|Quinto Cássio Longino]]
|con1=[['''Mânio Juvêncio Talna]]'''
|con2=[[Tibério Semprônio Graco (cônsul em 177 a.C.)|Tibério Semprônio Graco]] II
|ano=163 a.C.
210 193

edições