Diferenças entre edições de "Monsenhor"

95 bytes removidos ,  16h30min de 25 de outubro de 2017
m
rm link para a própria página, outros ajustes usando script
m (rm link para a própria página, outros ajustes usando script)
Desde a reforma de [[Paulo VI]] o título de Monsenhor integra três classes: '''Protonotário Apostólico''', '''Prelado de Honra''' e '''Capelão de Sua Santidade'''.
 
O título de Monsenhor é habitualmente concedido pelo [[Papa]] ao clero infra-episcopal da [[Santa Sé]] que exerça altas funções de governo na [[Cúria Romana]] ou funções diplomáticas nas [[Nunciatura Apostólica|Nunciaturas Apostólicas]]. É também concedido ao clero diocesano (nunca regular ou religioso) por proposta de cada [[Bispo]] por intermédio das Nunciaturas Apostólicas; as propostas são depois avaliadas pela Santa Sé segundo vários critérios, incluindo requisitos de idade. O Papa Francisco aumentou para 65 anos a idade mínima para a concessão do título por proposta dos Bispos Diocesanos.<ref>[http://www.renitencia.com/2014/01/papa-abole-titulo-de-monsenhor-para.html]</ref> O número total de Monsenhores de uma Diocese não pode ultrapassar 10% do clero diocesano.
 
Pouco depois da sua eleição em [[Março]] de [[2013]] o [[Papa Francisco]] anunciou a suspensão da concessão dos títulos de Monsenhor, com excepção dos diplomatas da [[Santa Sé]].<ref>[http://www.finesettimana.org/pmwiki/uploads/Stampa201309/130912giansoldati.pdf]</ref> Em [[Dezembro]] de [[2013]] o [[Papa Francisco]] anunciou que não mais serão concedidos os títulos das duas primeiras classes (Protonotário Apostólico e Prelado de Honra) ao clero diocesano por proposta dos respectivos [[Bispo]]s, mas somente o de Capelão de Sua Santidade.<ref>[http://www.catholicnews.com/data/stories/cns/1400044.htm]</ref> Os títulos anteriormente concedidos a [[Clérigo]]s ou a [[Cabido]]s mantêm-se em vigor. Também ficaram sem alteração as ordens de cavalaria concedidas a clérigos e leigos, bem como a concessão a clérigos e leigos das medalhas ''Pro Ecclesia et Pontifice'' e ''Benemerenti''. Foram também mantidas as dignidades locais, como o título de [[Cónego]].
 
O título de Monsenhor é concedido ''durante munere'' (enquanto exercer o cargo ou se dele ficar com dignidade emérita) ao [[Vigário|Vigário-Geral]] de cada [[Diocese]], o qual é nomeado pelo [[Bispo]] Diocesano. Na reforma do [[Papa Francisco]] efectuada em [[2013]] o título de Monsenhor continua a ser concedido por inerência aos [[Vigário|Vigários-Gerais]] e a detentores de outros altos cargos, particularmente na [[Cúria Romana]]. Ao longo dos séculos foi concedido a vários [[Cabido|Cabidos]]s o privilégio de todos ou alguns dos seus [[Cónego]]s terem por inerência os títulos de Protonotário Apostólico, Prelado de Honra ou Capelão de Sua Santidade.<ref>{{citar livro|título=Annuario Pontificio|editora=Vaticana|ano=2013|páginas=ISBN 978-88-209-9070-1|id=1846–1848}}</ref>
 
== História ==
Desde o [[século XVI]] os [[Papa]]s nomearam Protonotários Apostólicos titulares ou honorários. Em [[8 de fevereiro]] de [[1838]] o [[Papa Gregório XVI]] restabeleceu o Colégio Real de Protonotários com sete membros chamados “Protonotários Numerários (''protonotarii de numero participantium'', em latim).
 
O [[Papa Pio X]] aprovou quatro classes de Protonotários Apostólicos em [[1905]], três das quais eram designações puramente honoríficas.
Um Protonotário Apostólico era autorizado a usar as vestes de um bispo ("pontificais") em certas circunstâncias. Nos países de língua inglesa eles adicionam P.A. (Protonotarius Apostolicus) após o nome.
 
=== Camareiro de Sua Santidade ===
{{AP|Camareiro de Sua Santidade}}
O título de Camareiro de Sua Santidade ou Camareiro Papal era uma das mais importantes honras concedidas a um [[leigo]] católico pelo Papa, sendo comumente atribuído aos membros de famílias nobres.
Era uma função honorífica, mas o Camareiro servia o Papa pelo menos uma semana por ano durante as cerimónias pontifícias oficiais.
 
== Classes de Monsenhores ==
===Classes de Monsenhores===
Como resultado da reforma de Paulo VI os Monsenhores têm as seguintes classes, em ordem decrescente de precedência:
*'''Protonotários Apostólicos''':
**'''Numerários''' (são os mais importantes e raros, continuando restritos a sete)
Com a reforma de [[Paulo VI]] a [[Secretaria de Estado da Santa Sé]] estabeleceu os seguintes requisitos de idade e de funções sacerdotais:
*Protonotário Apostólico Supranumerário: 55 anos de idade e 20 anos de sacerdócio
*Prelado de Honra: 45 anos de idade e 15 anos de sacerdócio
*Capelão de Sua Santidade: 35 anos de idade e 10 anos de sacerdócio
 
!Pontificado
|-
|style="text-align: center"| 1 || {{flagicon|ITA}} Mons. [[Marcello Rossetti]] || [[7 de Março]] de [[1932]] || [[18 de Agosto]] de [[1975]] || [[Paulo VI]]
|-
|style="text-align: center"| 2 || {{flagicon|ITA}} Mons. [[Leonardo Erriquenz]] || [[16 de Outubro]] de [[1931]] || [[24 de Agosto]] de [[1999]] || [[João Paulo II]]
 
== Vestes dos Monsenhores ==
As vestes dos Monsenhores também foram simplificadas em [[1969]].<ref>[http://www2.fiu.edu/~mirandas/instruction69.htm]</ref>
 
Os Protonotários Apostólicos Numerários (e outros Prelados superiores dos [[Dicastério]]s da [[Cúria Romana]] que não são Bispos) usam batina negra com filamentos vermelhos e com faixa violeta, igual à usada pelos Bispos menos a peregrineta (pequena sobrecapa), podendo usar solidéu negro com filamentos violetas e, em cerimónias solenes, o ''ferraiuolo'' (capa violeta de seda). As vestes corais são violetas, sobre as quais usam em ocasiões solenes a ''mantelletta'' violeta, podendo usar ''biretta'' negra com borla vermelha.
 
Os Protonotários Apostólicos Supranumerários usam batina negra com filamentos vermelhos e com faixa violeta, podendo usar solidéu negro com filamentos violetas e, em cerimónias solenes, o ''ferraiuolo'' (capa violeta de seda). As vestes corais são violetas e a ''biretta'' negra com borla violeta.
 
Os Prelados de Honra usam batina negra com filamentos vermelhos e com faixa violeta, podendo usar solidéu negro com filamentos violetas. As vestes corais são violetas e a ''biretta'' negra com borla violeta.
 
|- valign=middle
|align=center | [[FileImagem:PopesPrelateDiFiochettoCoA PioM.svg|120px]]
|valign=top | ''' [[Monsenhor|'''Protonotário Apostólico Numerário]]'''
|Os 7 Protonotários Apostólicos Numerários usam no brasão o galero violeta com 20 borlas púrpuras. Também usam as mesmas insígnias os Juízes Auditores do Tribunal da Rota Romana, o Promotor-Geral de Justiça e o Defensor do Vínculo do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica e os 4 Clérigos da Câmara Apostólica. Até o título ser abolido os Prelados ''di Fiochetto'' também usavam no brasão estas insígnias.
 
|- valign=middle
|align=center | [[FileImagem:ApostolicProtonotaryCoA PioM.svg|120px]]
|valign=top | '''[[Monsenhor|'''Protonotário Apostólico Supranumerário]]''''''
|Os Protonotários Apostólicos Supranumerários usam no seu brasão o galero violeta com 12 borlas púrpuras.
 
|- valign=middle
|align=center | [[FileImagem:Domestic PrelateCoA PioM.svg|120px]]
|valign=top | ''' [[Monsenhor|'''Prelado de Honra de Sua Santidade]]''' '''
|Os Prelados de Honra de Sua Santidade usam no seu brasão o galero violeta com 12 borlas.
 
|- valign=middle
|align=center | [[FileImagem:ChaplainsOfHisHolinessCoA PioM.svg|120px]]
|valign=top align=left| ''' [[Monsenhor|'''Capelão de Sua Santidade]]''' '''
|Os Capelães de Sua Santidade usam no brasão o galero negro com 12 borlas violetas.
|}
 
== Ver também ==
* [[Anexo:Lista de posições na hierarquia católica|Lista de posições na hierarquia católica]]
 
{{referências}}
210 105

edições