Diferenças entre edições de "Substantivo"

15 bytes removidos ,  15h42min de 26 de outubro de 2017
m
rm link para a própria página, outros ajustes usando script
m (rm link para a própria página, outros ajustes usando script)
apítulo = 3}}
</ref>
. Em português, o substantivo pode ser [[Declinação (gramática)|flexionado]] em [[Gênero gramatical|gênero]], [[número (gramática)|número]] e [[grau (gramática)|grau]].<ref name="luft">
<ref name="luft">
{{citar livro
|autor=Luft, Celso Pedro
|edição=11
}}
</ref><ref name="cunha">
<ref name="cunha">
{{citar livro
|autor=Cunha, Celso
 
==Substantivação==
'''Substantivação''' é a atribuição de funções de [['''substantivo]]''' a alguma outra palavra, que pode ser um [[verbo]], um [[adjetivo]], um [[numeral]], ou até mesmo um [[advérbio]].
 
Exemplo:
 
* "O '''olhar''' dela me fascina inteiramente ." (verbo substantivado)
; '''Comuns''' e '''próprios'''
 
: Comuns são aqueles que dão nome a ''espécie'': ''pessoa, rio, planeta,cidade; próprios são aqueles que designam um ''indivíduo'' da ''espécie'': ''João'', ''Amazonas'', ''Marte''. <ref name="luft" />
 
; '''Concretos''' e '''abstratos'''
; '''Simples''' e '''composto'''
 
: Simples são aqueles substantivos constituídos de um só [[Radical (linguística)|radical]]: ''casa, casarão''; compostos são aqueles formados na união de dois ou mais radicais: ''boca-de-leão, couve-flor, passatempo''. <ref name="napoleao 2" />
:
 
:* '''Substantivos sobrecomuns''': denominam-se sobrecomuns os substantivos que têm um só gênero gramatical para designar pessoas de ambos os sexos: ''o apóstolo, o cônjuge, a criança, a testemunha,'' etc.
:* '''Substantivos comuns de dois gêneros''': alguns substantivos possuem uma só forma para os dois gêneros, mas distinguem-se o masculino do feminino pelo gênero do artigo ou outro determinante: ''o'' agente, ''a'' agente; dois colegas, duas colegas; meu gerente, minha gerente; esse mártir, ess''a ''mártir; aquele lojista, aquela lojista etc.
:* '''Substantivos de gênero vacilante''': em alguns substantivos notam-se vacilação de gênero: ''diabete'', ''suéter'', ''omoplata'', etc. <ref name="cunha" />
 
== Flexão do substantivo ==
=== Flexão genérica ===
 
{{Quote2|Gênero gramatical é a indicação do sexo real ou suposto dos seres.|Almeida, Napoleão Mendes de, 1951 <ref name="napoleao 2" />}}
 
O gênero gramatical é um critério puramente linguístico, convencional, que divide os substantivos em duas classes: ''masculino'' e ''feminino''. <ref name="luft" /> Trata-se na verdade mais de uma classificação do que uma flexão propriamente dita para a maioria dos substantivos; entretanto, os substantivos designando pessoas e animais podem assumir formas diferentes de acordo com o sexo do ser que designa, em geral com o mesmo radical; por isso diz-se tratar de uma flexão.
 
* '''Masculino''': em português, são do gênero masculino todos os substantivos a que se pode antepor o [[Artigo (gramática)|artigo]] ''o'': o aluno, o amor, o galho, o poema. Geralmente são masculinos os nomes de homens ou funções exercidas por eles; os nomes de animais do [[sexo]] masculino; os nomes de lagos, montes, rios e ventos; os nomes de meses e pontos cardeais;
* '''Feminino''': em português, são do gênero feminino todos os substantivos a que se pode antepor o artigo ''a'': a casa, a vida, a árvore, a canção. Geralmente são femininos os nomes de mulheres ou de funções exercidas por elas; os nomes de animais do sexo feminino; os nomes de cidades e ilhas; as partes do mundo; as ciências e as artes liberais. <ref name="cunha" /><ref name="napoleao 2" />
* '''Outros gêneros:''' em português só existem os gêneros masculino e feminino, mas em vários idiomas existe o gênero neutro, geralmente reservado a substantivos abstratos e os que designam objetos e animais. Alguns idiomas da família linguística Nigero-Congolesa chegam a ter dezenas de gêneros, muitas vezes atribuídos às palavras de forma arbitrária.
 
*
 
=== Flexão numérica ===
Quanto à flexão de número, os substantivos podem estar no ''singular'' ou ''plural'':
* '''Singular''': é a forma não flexionada do substantivo, que indica apenas um ser: casa, homem, doce;
* '''Plural''': é a forma flexionada, que indica mais de um ser: casas, homens, doces. <ref name="napoleao 2" />
* '''Dual:''' indica dois seres. Esta flexão não existe em português; aparece em idiomas como o grego antigo, o árabe e o checo.
 
 
{{Quote2
|O que substancialmente existe pode ter tamanhos diversos; pode ter tamanho normal, comum, como pode ser grande ou pequeno.|Almeida, Napoleão Mendes de, 1951 <ref name="napoleao 2" />}}
 
Em português são três os graus dos substantivos: ''normal'', ''[[aumentativo]]'' e ''[[diminutivo]]''.
* '''Normal''': designa o ser no seu tamanho natural: casa, livro;
* '''Aumentativo''': designa o ser aumentado do seu tamanho normal: casarão, livrão;
* '''Diminutivo''': designa o ser diminuído do seu tamanho normal: casebre, livrinho. <ref name="napoleao 2" />
 
=== Flexão de caso ===
== Função sintática ==
 
O substantivo pode figurar na oração como núcleo do [[sujeito]], [[predicativo]], [[objeto direto]], [[objeto indireto]], [[complemento nominal]], [[adjunto adverbial]], [[agente da passiva]], [[aposto]], [[vocativo]] e excepcionalmente como [[adjunto adnominal]]. <ref name="cunha" /> Os adjetivos referentes a cores podem ser modificados por um substantivo que melhor precise uma de suas tonalidades, um de seus matizes: amarelo-canário; verde canário, etc. Neste emprego, o substantivo equivale a um [[advérbio]] de modo.<ref>
<ref>
{{citar livro
|autor=Barreto, Mário
}}
</ref>
As frases nominais têm o substantivo como núcleo da frase: "Ó minha amada/Que olhos os teus" ([[Vinícius de Moraes]])<ref>
<ref>
{{citar web
|url=http://www.viniciusdemoraes.com.br/site/article.php3?id_article=310
210 105

edições