Portugol: diferenças entre revisões

14 bytes adicionados ,  29 de outubro de 2017
(Tornando o texto imparcial, procurando definir o que realmente é o portugol original.)
Etiquetas: Editor Visual Remoção considerável de conteúdo
O portugol é bastante utilizado para ensinar [[lógica]] de programação e [[algoritmos]], estando presente em materiais didáticos de programação. Às vezes é utilizado em conjunto com os diagramas em blocos (como o [[fluxograma|Fluxograma ou Diagrama de Chapin)]].
 
O processo natural é, uma vez finalizado o algoritmo, que o mesmo seja codificado em alguma linguagem existente. Entretanto, para aqueles que estão aprendendo a programar, a complexidade das principais IDE atuais mais dificulta do que facilita o aprendizado. Foram então criadas algumas ferramentas (compiladores e interpretadores) para facilitar a validação dos algoritmos criados. Dentre essas ferramentas estão G-Portugol, Portugol IDE, Portugol Studio, Portugol Vianna, Visualg etc. Embora algumas utilizem a denominação "Portugol", elas não possuem a mesma liberdade de criação disponível no portugol, estando carregadas de restrições e exigências como é natural nas linguagens de programação.
 
Portugol já era utilizado em apostilas de Técnicas de Programação, publicadas em meados da década de 1970 pela [http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1970-1979/decreto-70370-5-abril-1972-418827-publicacaooriginal-1-pe.html CAPRE] (Comissão de Coordenação das Atividades de Processamento Eletrônico), no Programa Nacional de Treinamento em Computação. O Departamento de Ciência da Computação (DCC) da [[Universidade Federal de Minas Gerais]] (UFMG) participou da elaboração desse material.
Utilizador anónimo