Diferenças entre edições de "Colossas"

10 bytes removidos ,  23h41min de 31 de outubro de 2017
sem resumo de edição
(bot: revertidas edições de 177.206.144.57 ( modificação suspeita : -23), para a edição 40302328 de Stego)
{{sem-notas|data=Agosto de 2013}}
[[Imagem:Mikharkhangel3.jpg|thumb|200px|''O milagre de [[Miguel (arcanjo)|São Miguel]] em Conas'', um [[ícone russo]] do século {{séc|XV.}}]]
 
'''Colossas'''<ref>{{Citar livro | titulo=Topónimos e Gentílicos | ultimo=Fernandes | primeiro=Ivo Xavier | editora=Editora Educação Nacional, Lda. |volume=I | local=Porto | ano=1941 }}</ref> ({{langx|la|''Colossae''}}; também conhecida como Conas (''Chonae'') ou Cona, atual [[Honaz]]), era uma [[cidade]] antiga da [[Frígia]], no [[rio Lico]], um afluente do [[rio Meandro]] (atual [[Rio Büyük Menderes|Büyük Menderes]]). Estava situada cerca de 20&nbsp;km ao norte de [[Laodiceia no LicosLico]], próximo à grande estrada que ligava [[Éfeso]] ao [[Eufrates]]. O lugar, localizado na atual [[Anatólia]] na [[Turquia]], na {{il-suf|província|de|Denizli}}, nunca foi escavado.
 
Em [[396 a.C.]], durante as [[Guerras Persas]], o [[sátrapa]] [[Tisáfernes]] foi atraído a Colossas e morto por um agente do grupo de [[Ciro, o Jovem]]. [[Plínio o Velho|Plínio]] conta que a lã de Colossas deu seu nome (''colossinus''colossino) à cor da flor do [[Cyclamen|ciclame]]. Durante o [[Helenismo|período helenista]], a cidade adquiriu certa importância mercantil, embora tenha diminuído consideravelmente em importância e tamanho por volta do século&nbsp;{{séc|I}}.
 
Não parece que [[Paulo de Tarso|São Paulo]] tenha visitado esta cidade quando ele escreveu sua [[Epístola aos Colossenses]], já que ele diz a [[Filémon (Bíblia)|Filémon]] de sua esperança de poder visitar a cidade quando tivesse sido liberto da prisão ({{citar bíblia|Filémon|1|22}}). Parece que [[Epafras]] foi o fundador da [[Igreja em Colossas]].