Diferenças entre edições de "Fábula"

88 bytes removidos ,  19h57min de 1 de novembro de 2017
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:14c:6581:4c60:19b4:2253:da4e:1669, com Reversão e avisos
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:14c:6581:4c60:19b4:2253:da4e:1669, com Reversão e avisos)
 
== História ==
Mesmo que desenvolvidas por [[Esopo|Esopo um escravo que morou na Grécia por volta do século V]], a origem das fábulas antecede os [[Grécia Antiga|gregos]]: provérbios [[sumérios]], escritos cerca de 1500 a.C., já compartilhavam semelhanças com as fábulas ''gregas''. Esses provérbios já incluíam em suas narrativas animais [[antropomórficos]] e uma lição moral, as narrativas também eram curtas e diretas e embebiam a moral no final da história, apenas muito tempo depois habituou-se a separar a moral no inicio ou no fim da fábula (a fim de deixar claro para o leitor qual a mensagem que a história quer passar).<ref name="Ancient">{{citar web|url=http://www.ancient.eu/article/664/|título=Aesop's Fables |acessodata=16/11/2014|autor=John Horgan |data=08/03/2014|língua=Inglês}}</ref>
 
No século I a.C, o escravo romano [[Fedro]] foi responsável por aperfeiçoar e dar um toque estilístico à fábula. E mais tarde, no século XVI, [[Leonardo da Vinci]] descobriu e reinventou as fábulas, o que não teve grande repercussão fora da [[Itália]]. A partir do modelo latino e do oriental, La Fontaine, no século XVII, recriou a fábula<ref>{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/50835547|título=Literatura infantil : teoria, análise, didática|ultimo=Novaes.|primeiro=Coelho, Nelly|data=2000|editora=Moderna|edicao=7. ed|local=São Paulo|isbn=8516026310|oclc=50835547}}</ref>
{{Fantasia}}
 
{{Portal3|Literatura}}<blockquote>;)</blockquote>
 
[[Categoria:Fábulas| ]]
[[Categoria:Contos|Fabula]]