Arouca: diferenças entre revisões

11 bytes adicionados ,  18h32min de 2 de novembro de 2017
== Identidade Estrutural Autóctone de Arouca: ==
[[Ficheiro:Região Douro Litoral.png|thumb|150px|[[Douro Litoral]] ([[Área Metropolitana do Porto]] em cor mais escura)]]
Apesar de estar integrado no distrito de Aveiro (na parte do seu extremo nordeste que faz fronteira com o [[distrito do Porto]]), a identidade estrutural autóctone do concelho de Arouca (em termos físicos, orográficos, geológicos, naturais, étnicos, arquitectónicos, gastronómicos<ref>[http://www.visitporto.travel/Visitar/Paginas/Descobrir/DetalhesPOI.aspx?POI=3465&AreaType=1&Area=2 Gastronomia de Arouca no Porto]</ref> <ref>[http://www.restaurantecaetano.com/index.php?pag=artigos&idioma=1&show=all&menu=17&pagina=299 Gastronomia de Arouca no Porto II]</ref> <ref>[http://www.nit.pt/article/02-24-2016-a-carne-arouquesa-tem-uma-casa-so-sua-no-porto Gastronomia de Arouca no Porto III]</ref> <ref>[http://www.nit.pt/article/05-08-2016-porto-caco-o-pao-da-madeira-com-sotaque-e-sabor-do-norte Gastronomia de Arouca no Porto IV]</ref> e linguísticos) possui a identidade autóctone dos municípios do [[distrito do Porto]] (território estrutural do [[Douro Litoral]]<ref>[http://rotasdeportugal.pt/douro-litoral.htm concelho de Arouca : município do Douro Litoral]</ref>). O município situa-se em plena [[bacia hidrográfica]] do [[rio Douro]], para onde se direcciona o [[Rio Arda (Portugal)|rio Arda]] a partir do vale de Arouca, que desagua no [[rio Douro]]<ref>[http://rios.amp.pt/ Rio Arda e Rio Paiva - rios metropolitanos da Área Metropolitana do Porto]</ref>, bem como o [[rio Paiva]]<ref>[http://rios.amp.pt/sitios-amp/static/public/rios/SistemasEstruturantes-PAIVA.pdf Rio Paiva - RIO DA ÁREA METROPOLITANA DO PORTO]</ref>(que percorre uma parte da zona nordeste do concelho de Arouca e desagua no [[rio Douro]]), onde estão localizados os [[Passadiços do Paiva]]<ref>[https://www.publico.pt/local/noticia/passadicos-do-paiva-sao-um-fenomeno-e-a-vila-de-arouca-nao-foi-mais-a-mesma-1723209?page=-1 Passadiços do rio Paiva - Bacia Hidrográfica do rio Douro]</ref>, a uma hora de distância do [[Porto]], que permitem, por momentos, sairmos da realidade do espaço urbano do [[Porto]]<ref>[http://www.maripelomundo.com.br/passeios-proximos-ao-porto-os-passadicos-do-paiva-com-criancas/ Passeios próximos ao Porto: Os Passadiços do Paiva]</ref> e entrar num cenário saído de um filme<ref>[http://allaboutporto.pt/2016/06/25/passadicos-do-paiva-arouca/ '''ALL''about'''''Porto''': Passadiços do Paiva - 'Aqui ao lado']</ref>. No [[rio Douro]], também desagua o [[rio Inha]], na freguesia de [[Lomba (Gondomar)]]<ref>[http://rios.amp.pt/sitios-amp/static/public/rios/SistemasEstruturantes-INHA.pdf Rio Inha] Rio Inha - AMPorto - Bacia Hidrográfica do rio Douro.</ref>, que percorre a zona ocidental do concelho de Arouca, desaguando também, no [[rio Douro]]<ref>[http://adrs.blogs.sapo.pt/tag/adrs+rio+sardoura+rio+douro+castelo+de+p Rio Sardoura - Bacia Hidrográfica do Douro]</ref>, o [[rio Sardoura]], que nasce na fronteira norte da freguesia de [[Santa Eulália (Arouca)]]. O espaço urbano principal de referência dos arouquenses (capital da sua [[grande área metropolitana]], do [[Douro Litoral]], do [[Entre Douro e Minho]] e da [[região Norte (Portugal)]]) sempre foi a cidade do [[Porto]], que dista, por estrada, cerca de 55&nbsp;km da vila de Arouca e cerca de 35&nbsp;km das fronteiras oeste e noroeste do concelho de Arouca e para onde sempre existiram transportes públicos diários<ref>[http://www.imt-ip.pt/sites/IMTT/Portugues/Noticias/Documents/2016/ProtocolosRJSPTP/Arouca.pdf Transportes Públicos - Arouca-Porto]</ref> a partir da vila de Arouca<ref>[http://mobilidade.amp.pt/pt/ Mobilidade na Área Metropolitana do Porto]</ref>.
 
[[Imagem:Portugal - View of Porto.jpg|thumb|left|400px|A cidade do [[Porto]], (situada a 35Km35 daskm da fronteirasfronteira oeste do concelho de Arouca, capital da [[Área Metropolitana do Porto]] e da [[Região do Norte]], onde se localiza a foz do [[rio Douro]], para onde se dirige o [[Rio Arda (Portugal)|rio Arda]] a partir da vila de Arouca,) sempre foi o espaço urbano principal de referência dos arouquenses, e com o qual mantêm uma forte ligação sócio-económica]]
 
O contacto dos arouquenses com Aveiro (que tem uma identidade muito diferente da de Arouca e que fica a uma distância considerável da vila de Arouca, a cerca de 74&nbsp;km por estrada, a sudoeste, num percurso muito sinuoso e de acessos indirectos) sempre foi escasso, fugaz e, quando existe, costuma ser meramente burocrático. Os arouquenses nunca manifestaram nem manifestam qualquer sentimento de pertença ou de afinidade em relação à cidade de Aveiro, que é uma cidade da Região Centro, do Baixo Vouga, da CIM da Região de Aveiro, da Beira Litoral e da Beira e que tem elementos identitários muito distintos dos do concelho de Arouca, que é um concelho da [[região Norte (Portugal)]], da [[Área Metropolitana do Porto]], do [[Douro Litoral]] e do [[Entre Douro e Minho]], cuja capital é o [[Porto]]. O único elemento comum entre Aveiro e Arouca é apenas o facto de fazerem parte, em termos burocráticos, do mesmo distrito, sem qualquer tipo de coesão identitária e afinidade entre si, visto que todas as outras divisões territoriais onde o concelho de Arouca pertence (a sua NUT II, a sua NUT III, a sua [[área metropolitana]] e as suas antigas províncias, que são o [[Douro Litoral]] e o [[Entre Douro e Minho]]) são protagonizadas pelo [[Porto]] e pela [[região Norte (Portugal)|Região Norte]], tendo, como capital, o [[Porto]], onde a identidade endógena do concelho de Arouca se insere e donde emanam grande parte dos vários tipos de divisões administrativas do Estado, relativamente ao território de Arouca<ref>[https://www.pgdporto.pt/proc-web/comarcas.jsf?circuloId=8 Divisões Administrativas do Estado: Arouca-Porto-Norte I]</ref> <ref>[http://portal.arsnorte.min-saude.pt/portal/page/portal/ARSNorte/Sa%C3%BAde%20P%C3%BAblica/Planeamento%20em%20Sa%C3%BAde/Perfis%20de%20Sa%C3%BAde/PLS/70CACB1077FB21C3E040140A11027BD0 Divisões Administrativas do Estado: Arouca-Porto-Norte II]</ref> <ref>[http://soj.pt/index/informacaogeral/areas_metropolitanas.pdf Divisões Administrativas do Estado: Arouca-Porto-Norte III]</ref>. Trata-se, portanto, de um único elemento comum meramente burocrático (entre Aveiro e Arouca), numa altura em que os governos civis foram abolidos e em que a lei 75/2013 de 12 de Setembro, dando continuidade à reorganização administrativa e à restruturação de competências na organização do território, relega os distritos para um plano secundário, com o consequente protagonismo administrativo das Áreas Metropolitanas ou das Comunidades Intermunicipais.<ref>[http://www.pgdlisboa.pt/leis/lei_mostra_articulado.php?nid=1990&tabela=leis Depois da extinção, pelo Governo, dos Governos Civis em 2011, a lei 75/2013 de 12 de Setembro, dando continuidade à reorganização administrativa, relega os distritos para um plano secundário]</ref> Muito tempo antes de ser integrado no distrito de Aveiro, no ano de 1835, o concelho de Arouca já pertencia, de modo identitário, em termos autóctones, desde a formação da nacionalidade de [[Portugal]], durante cerca de sete séculos, ao [[Entre Douro e Minho]], enquadrado na [[região Norte (Portugal)|Região Norte]].
[[File:Douro Litoral Map.png|thumb|300px|Mapa da área do [[Douro Litoral]].]]
 
Foi o espaço urbano do [[Porto]] e o território do [[Grande Porto]] que sempre funcionaram (e funcionam, actualmente, com muito mais intensidade) como o espaço urbano e o território principais de referência para os arouquenses (são locais nucleares da sua mobilidade socioeconómica em instituições públicas e em instituições privadas e onde os arouquenses adquirem e sempre adquiriram a cultura erudita e o saber académico e para onde também, frequentemente, se deslocam a consultas médicas mais especializadas que não existem em Arouca, bem como é um dos locais principais onde costumam, habitualmente, fazer compras) sendo bastante frequente muitos arouquenses e seus descendentes residirem no espaço urbano do [[Porto]] ou no território do [[Grande Porto]] durante os dias da semana (onde trabalham ou estudam e onde têm um domicílio) e passarem o fim-de-semana em Arouca<ref>[http://discurso-directo.com/2017/02/21/iremos-levar-arouca-a-um-novo-patamar-de-crescimento-de-atratividade-do-territorio-e-de-melhoria-da-qualidade-de-vida-dos-arouquenses/ Afluência extrema de naturais e de visitantes à vila de Arouca nos fins-de-semana (DD)]</ref> no seu domicílio natal ou num domicílio secundário, vivendo entre Arouca e o [[Porto]] ou entre Arouca e o [[Grande Porto]]. A freguesia de [[São Miguel do Mato (Arouca)]] faz fronteira com [[Gondomar]], município do [[Grande Porto]], e as outras duas freguesias do denominado «Fundo do Concelho», para além de [[São Miguel do Mato (Arouca)]], que são [[Escariz (Arouca)]] e [[Fermedo]], têm uma forte influência de alguns concelhos industriais do [[Grande Porto]] e de alguns concelhos industriais limítrofes do [[Grande Porto]], como [[São João da Madeira]], [[Santa Maria da Feira]], [[Espinho (Portugal)]] e [[Vila Nova de Gaia]]. A tendência de mobilidade socioeconómica dos arouquenses sempre foi em direcção ao [[litoral]], direcção oeste e noroeste (a parte oeste do concelho de Arouca, freguesia de [[Escariz (Arouca)]], dista, em linha recta, cerca de 20&nbsp;km do [[Oceano Atlântico]]), sobretudo para o espaço urbano do [[Porto]] e arredores (a fronteira de [[São Miguel do Mato (Arouca)]] com [[Gondomar]], município do [[Grande Porto]], donde se avista o [[rio Douro]], dista, em linha recta, cerca de 20&nbsp;km da cidade do [[Porto]]), tendo havido sempre movimentos pendulares diários para os concelhos mais industrializados e urbanizados, localizados a oeste e a noroeste<ref>[https://www.pgdporto.pt/proc-web/comarcas.jsf?circuloId=8&comarcaId=31 Movimentos pendulares diários dos habitantes de Arouca para os concelhos situados a oeste e noroeste]</ref>, como [[Santa Maria da Feira]], [[Oliveira de Azeméis]]<ref>[https://www.portaldahabitacao.pt/pt/portal/reabilitacao/ARUs/ARUs_Arouca.html Movimentos pendulares diários dos habitantes de Arouca para as áreas industrializadas dos Municípios de Santa Maria da Feira e de Oliveira de Azeméis]</ref>, [[São João da Madeira]], [[Espinho (Portugal)]], [[Vila Nova de Gaia]], [[Porto]], [[Matosinhos]], [[Valongo]] e [[Maia]], facto que, na contemporaneidade, se tornou ainda muito mais intenso e regular<ref>[http://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/77070 O rural no contexto urbano metropolitano: um estudo de caso no concelho de Arouca - Cátia Lopes]</ref>.
 
[[File:Passadiço do Paiva (7).JPG|thumb|left|430px|Vista sobre os [[Passadiços do Paiva]], afluente do [[rio Douro]]: o território de Arouca localiza-se na [[bacia hidrográfica]] do [[Rio Douro]]]]
 
O município de Arouca é limitado a noroeste por [[Gondomar]] (município do [[Grande Porto]]) e por [[Santa Maria da Feira]], a sudoeste por [[Oliveira de Azeméis]] e a sul por [[Vale de Cambra]], a norte pelos municípios de [[Castelo de Paiva]] e [[Cinfães]], a leste por [[Castro Daire]], a leste e a sul por [[São Pedro do Sul (Portugal)|São Pedro do Sul]]. O contacto dos arouquenses com os concelhos do interior, situados a leste e a sul, também sempre foi muito escasso. O território do município de Arouca insere-se, integralmente, na [[região Norte (Portugal)]] e não num hipotético e fantasioso Centro-Norte. O território de Arouca não possui qualquer elemento ou característica relevantes da região Centro de Portugal. Mesmo as freguesias de transição, situadas a sul e a leste, as freguesias de [[União das Freguesias de Cabreiros e Albergaria da Serra|Cabreiros e Albergaria da Serra]] e as freguesias de [[União das Freguesias de Covelo de Paivó e Janarde|Covelo de Paivó e Janarde]], situadas numa zona montanhosa e muito pouco populosas, muito pouco desenvolvidas e bastante periféricas em relação às freguesias centrais que constituem o núcleo identitário do concelho de Arouca (e esse núcleo identitário do concelho de Arouca é constituído pelas freguesias de [[União das Freguesias de Arouca e Burgo|Arouca e Burgo]], [[Moldes (Arouca)]], [[Santa Eulália (Arouca)|Santa Eulália]], [[Urrô (Arouca)|Urrô]], [[Várzea (Arouca)|Várzea]], [[Rossas (Arouca)|Rossas]], [[Tropeço]], [[Chave (Arouca)]] e [[Mansores]]) , são ainda subsidiárias da identidade da [[região Norte (Portugal)]]. O território do município de Arouca apresenta as características típicas da região do [[Douro Litoral]], em plena [[bacia hidrográfica]] do [[rio Douro]], que tem, como capital, a cidade do [[Porto]]: é um tipo de território constituído por vales, planaltos e meias-encostas férteis, com uma parte montanhosa considerável, onde a agricultura e a silvicultura têm uma expressão significativa e complementar na economia local (parcialmente industrializada e terciarizada e em forte conexão sócio-económica com os concelhos vizinhos, mais industrializados, localizados a oeste e a noroeste), que são irrigados ou estão próximos de cursos de água que nascem nos cumes das montanhas, como o vale do [[Rio Arda (Portugal)|rio Arda]], onde se localiza a sede do concelho, que se distende do sopé do monte icónico da Senhora da Mó<ref>[http://www.aroucageopark.pt/en/explore/what-visit/monuments/monte-e-capela-da-senhora-da-mo/ Panorâmica do Cume do Monte da Senhora da Mó sobre o vale do Rio Arda]</ref> até ao lugar da Pedra Má, na freguesia de [[Rossas (Arouca)|Rossas]], onde, por sua vez, se localiza um vale fértil, irrigado pelo [[Rio Arda (Portugal)|rio Arda]] e pelo [[Rio Urtigosa]]. O vale de [[Moldes (Arouca)]] ou os planaltos de [[Alvarenga (Arouca)|Alvarenga]], de [[Chave (Arouca)]] e de [[Mansores]] também são exemplos desse território autóctone, típico da região do [[Douro Litoral]].
 
Assim, a identidade estrutural autóctone do município de Arouca, concelho da [[região Norte (Portugal)]], insere-se na [[bacia hidrográfica]] do [[rio Douro]], [[Douro Litoral]], possuindo a identidade endógena dos concelhos do [[distrito do Porto]] (território estrutural do [[Douro Litoral]]), apesar de estar integrado no [[distrito de Aveiro]], enquadrando-se também no território identitário mais vasto do [[Entre Douro e Minho]], desde a formação da nacionalidade de [[Portugal]], enquadrado na [[região Norte (Portugal)|Região Norte]]. A cidade e o território de referência dos arouquenses sempre foram a cidade do [[Porto]] e o [[Grande Porto]]<ref>[http://www.sepleu.pt/concursos06/aviso_ab/Anexo_10_ConcelhosAdjacentes_Porto.pdf Arouca: concelho adjacente ao Grande Porto]</ref>, onde moram milhares de arouquenses e seus descendentes na contemporaneidade, por sempre ter sido o espaço natural da sua tendência de mobilidade socioeconómica e com o qual têm uma afinidade e empatia espontâneas<ref>[http://www.dn.pt/sociedade/interior/arouca-afirmase-como-incubadora-de-jovens-investigadores-portugueses-4945694.html Cientistas de Arouca relatam a forte ligação dos arouquenses à cidade do Porto, a proximidade territorial de Arouca com o espaço urbano do Porto e a sua tendência de mobilidade para o litoral]</ref> (a recente [[A32 (autoestrada)]]<ref>[http://www.cm-arouca.pt/portal/index.php?option=com_content&task=view&id=1709&Itemid=101 Autoestrada A32, que constitui a primeira etapa de acessos rodoviários modernos de Arouca à cidade do Porto e ao Grande Porto]</ref>, Concessão Douro Litoral, com ligação à Variante à EN326<ref>[http://portocanal.sapo.pt/noticia/84708/ Ligação da Variante (EN326) à Autoestrada A32: ligação directa de Arouca à cidade do Porto]</ref>, é o primeiro passo para se efectivar<ref>[http://www.cmjornal.pt/portugal/cidades/detalhe/arouca-esta-ha-20-anos-a-espera-de-via-rapida?Ref=DET_noticiasceccao Falta concluir 15 quilómetros para ligar Arouca ao nó da A32 em Santa Maria da Feira - CM]</ref>, em termos de acessos rodoviários modernos, essa antiga e forte ligação umbilical dos arouquenses à cidade do [[Porto]]<ref>[http://portocanal.sapo.pt/um_video/zhn59DuBPoFZv9FWnzhK/ Discussão da ligação directa de Arouca à cidade do Porto]</ref>, capital da sua [[Área Metropolitana do Porto|área metropolitana]])<ref>[http://www.rodaviva.pt/?action=noticias&id=2295&seccaoid=1 Sentimento de pertença dos arouquenses à Área Metropolitana do Porto]</ref>, de tal modo que os arouquenses vêem o [[Porto]] e o [[Grande Porto]] como o prolongamento do território do município de Arouca e vice-versa, por serem locais, unidos, que fazem parte da sua vida quotidiana bem como da de seus descendentes, num espaço coeso e identitário que é habitado e vivido de modo contínuo<ref>[http://discurso-directo.com/2017/07/27/margarida-belem-assinou-carta-de-compromisso-da-area-metropolitana-do-porto/ Coesão do concelho de Arouca na Área Metropolitana do Porto]</ref>.
 
149

edições