Diferenças entre edições de "Evandro Lins e Silva"

447 bytes adicionados ,  01h22min de 18 de novembro de 2017
sem resumo de edição
m (Página marcada como sem fontes, usando FastButtons)
 
== Biografia ==
 
Filho de Maria do Carmo Uchôa Cavalcanti e de Raul Lins e Silva, ambos pernambucanos. Sua mãe era sobrinha-neta do magistrado e jurista [[João Barbalho Uchôa Cavalcanti]]. Seu pai, bacharelado pela [[Faculdade de Direito de Recife]] em [[1906]], fez carreira como magistrado.
 
Em 1956, foi contratado como Professor da Cadeira de História do Direito Penal e Ciência Penitenciária, no curso de doutorado, da Faculdade de Direito do então Estado da Guanabara, onde lecionou até 1961.<sup>[[Evandro Lins e Silva#cite note-stf-1|[1]]]</sup>
 
OcupouFoi oum cargodos defundadores do [[procurador-geralPartido daSocialista RepúblicaBrasileiro]], deem setembro de 1961 a janeiro de 19631947, ejuntamente ministro docom [[SupremoRubem TribunalBraga]], [[Joel FederalSilveira]], deentre setembrooutros. deFoi 1963também [[Casa aCivil janeiro(Brasil)|ministro de 1969,da quandoCasa foi aposentado por força doCivil]] e [[AtoMinistério Institucionaldas NúmeroRelações SeisExteriores (Brasil)|AI-5ministro das Relações Exteriores]] em 1963.<sup>[[Evandro Lins e Silva#cite note-stf-1|[1]]]</sup>
 
Ocupou o cargo de [[procurador-geral da República]], de setembro de 1961 a janeiro de 1962, e ministro do [[Supremo Tribunal Federal]], de setembro de 1963 a janeiro de 1969, quando foi aposentado por força do [[Ato Institucional Número Seis|AI-5]].<sup>[[Evandro Lins e Silva#cite note-stf-1|[1]]]</sup>
 
[[Estátua]] de '''Evandro''' na cidade do [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], por [[Alfredo Ceschiatti]].
Foi membro do Conselho da Ordem dos Advogados do Brasil em vários períodos, entre 1944 e 1961, e, depois de aposentado, de 1983 a 1995.<sup>[[Evandro Lins e Silva#cite note-stf-1|[1]]]</sup>
 
Foi um dos advogados responsáveis pelo pedido de ''[[impeachment]]'' do presidente [[Fernando Collor de Mello]].<ref name=conjur>{{citar web |url=https://www.conjur.com.br/2002-dez-17/morre_evandro_lins_silva_aos_90_anos_idade |title= Morre Evandro Lins e Silva aos 90 anos de idade
Foi um dos fundadores do [[Partido Socialista Brasileiro]], em 1947, juntamente com [[Rubem Braga]], [[Joel Silveira]], entre outros. Foi também [[Casa Civil (Brasil)|ministro da Casa Civil]] e [[Ministério das Relações Exteriores (Brasil)|ministro das Relações Exteriores]] em 1963.<sup>[[Evandro Lins e Silva#cite note-stf-1|[1]]]</sup>
|autor=<!--Staff writer(s); no by-line.--> |data= 17 de dezembro de 2002|obra= |publicado= Consultor Jurídico|acessodata= 17 de novembro de 2017|citacao=}}</ref>
 
Como [[Literatura|escritor]] publicou diversas obras, como ''A Defesa tem a Palavra'', ''Arca de Guardados'' e ''O Salão dos Passos Perdidos'', criou a expressão "legítima defesa da honra" para justificar o assassinato de [[Ângela Diniz]] pelo seu cliente [[Doca Street]].