Diferenças entre edições de "Tonico & Tinoco"

18 bytes adicionados ,  11h38min de 20 de novembro de 2017
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 45.6.72.3 para a última revisão de 88marcus, de 21h58min de 2 de outubro de 2017 (UTC))
|website =
}}
'''José Salvador Perez''', mais conhecido como '''Tinoco''' ([[Pratânia|Botucatu]], em [[19 de novembro]] de [[1920]] - [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], [[4 de maio]] de [[2012]]), foi o artista sertanejo que permaneceu mais tempo em atividade (82 anos). Morreu aos 91 anos, vítima de insuficiência respiratória. Foi velado no [[cemitério da Quarta Parada]], na cidade de [[São Paulo (cidade)|São Paulo]] e sepultado no [[cemitério da Vila Alpina]], na mesma cidade.<ref>{{citar web|url=http://veja.abril.com.br/noticia/celebridades/cantor-sertanejo-tinoco-morre-aos-91-anos|titulo=Cantor sertanejo Tinoco morre aos 91 anos|obra=veja.abril.com.br|acessodata=04/05/2012}}</ref><ref>[http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/05/cantor-tinoco-morre-em-hospital-de-sp-diz-secretaria.html Cantor Tinoco morre em hospital de SP, diz secretaria]</ref>
 
==História==
O gosto pela música veio dos avós maternos Olegário e Isabel, que alegravam a colônia com suas canções, ao som de um antigo acordeão. A primeira canção que aprenderam foi “Tristeza do Jeca” em [[1925]]. Em 15 de agosto de [[1935]] fizeram a primeira apresentação profissional. Cantaram na [[Festa de Aparecida de São Manuel]], onde milhares de pessoas de todo o Brasil visitam o segundo Santuário dedicado à Padroeira do Brasil. Junto com o primo Miguel, formavam o "Trio da Roça".
 
Em [[1931]], Tonico e Tinoco moravam em [[Pratânia|Botucatu]] ([[São Paulo]]), na fazenda Vargem Grande, de Petraca Bacci, com os pais, Salvador Pérez - um [[espanhol]] de [[Leão (Espanha)|León]], chegado ao [[Brasil]] criança, em [[1892]] e Maria do Carmo, uma brasileira. A exemplo de outras crianças da época, os dois garotos, mal aprenderam a falar, já eram cantadores das modas de viola. Aprendiam as letras com Virgílio de Souza, violeiro das redondezas.
Num baile que Tonico conheceu e apaixonou-se por Zula, filha do administrador da fazenda, Antônio Vani.
 
No cinema, em [[1969]], fizeram “A Marca da Ferradura” de Nelson Teixeira Mendes. Em [[1970]] Tonico & Tinoco resolvem lançar um [[LP]] intitulado “Recordando [[Raul Torres]]” em homenagem ao cantor. Conseguiram a autorização para gravar as músicas, entre elas, “Moda da Mula Preta”, “Pingo d'Agua” e “Chico Mulato” (Raul Torres/João Pacífico), mas infelizmente Raul Torres não chegou a ouvir as gravações, tendo falecido dois meses antes.
 
Gravaram em referência a famosa estrada do [[Região Norte do Brasil|norte]] do [[Brasil]], “Transamazônica” (Tonico/Caetano Erba) e em homenagem a sua terra natal, São ManuelPratânia “Minha Terra, Minha Gente” (Tonico). Filmaram ainda nesse ano “Os Três Justiceiros” de Eduardo Llorente, uma espécie de bang bang, sem muito sucesso.
 
Em [[1972]], já com um enorme prejuízo, filmam “Luar do Sertão” de Osvaldo de Oliveira e desistem da carreira de atores. Quase faliram nessa incursão pelo cinema. [[Mazzaropi]] fazia sucesso e fortuna pois produzia, distribuía e fiscalizava seus filmes, já Tonico & Tinoco sem condições de ter um fiscal na porta de cada cinema onde seus filmes eram exibidos, foram passados para trás, arcando com um prejuízo imenso.