Diferenças entre edições de "21st Century Breakdown"

Sem alteração do tamanho ,  12h37min de 22 de novembro de 2017
sem resumo de edição
Como seu antecessor, o álbum é como uma narrativa. A banda diz que o disco acompanha o casal enquanto ele "lida com a sujeira que o [[George Walker Bush|nosso 43° presidente]] deixou…".<ref>[http://www.ultimate-guitar.com/news/upcoming_releases/green_day_talk_about_new_album.html]</ref> A ''[[Rolling Stone]]'' afirmou que o novo álbum é "ainda mais ambicioso que American Idiot"<ref>[http://www.rollingstone.com/rockdaily/index.php/2009/02/20/in-the-studio-green-days-ambitious-21st-century-breakdown/]</ref> e "um disco com ideais punk, pesado no conteúdo, mantendo a sensação do rock clássico". A banda mixou as 18 faixas em março. O álbum estreou em 1° nas paradas em mais de 14 países, as vendas mundias ultrapassaram 2.200.000, sendo o 4° álbum mais vendido do ano.
 
Hoje o álbum já passa de 45.000500.000 cópias vendidas mundialmente, e mais de 1.000500.000 cópias vendidas apenas nos Estados Unidos.
 
== Reconhecimentos ==
Utilizador anónimo