Diferenças entre edições de "Orestes (Eurípides)"

16 bytes adicionados ,  15h01min de 22 de novembro de 2017
 
== Contexto ==
Tendo concordado com o conseho do deus [[Apolo]], Orestes matou a sua mãe [[Clitemnestra]] para vingar a morte do pai dele, [[Agamemnon]], morto pela esposa. Apesar da anterior profecia de Apolo, Orestes passa a ser atormentado pelas [[Erínias]], ou Fúrias, pelo sentimento de culpa do seu [[matricídio]]. A única pessoa capaz de acalmar Orestes da sua loucura é a sua irmã Electra. Para complicar mais a situação, uma importante facção política de [[Argos (Grécia)|Argos]] pretende punir com a morte Orestes pelo seu crime. A única esperança de Orestes para salvar a sua vida reside no seu tio [[Menelau]], que havia regressado com Helena após uma ausência de dez anos na guerra de [[Troia]] e mais alguns anos a acumular riqueza no [[Antigo Egito|Egipto]]. Na cronologia do que aconteceu a Orestes, esta peça situa-se após os acontecimentos relatados em peças como a ''[[Electra (Eurípides)|Electra]]'' de Eurípides ou a ''[[Coéforas]]'' de [[Ésquilo]], e antes dos acontecimentos contidos em peças como a ''[[Eumênides (peça)|Eumênides]]'' de Ésquilo e ''[[Andrômaca (Eurípides)|Andrômaca]]'' de Eurípides.
 
==Enredo==
42 769

edições