Abrir menu principal

Alterações

5 bytes adicionados ,  20h58min de 23 de novembro de 2017
A estimativa brasileira do Instituto Nacional do Câncer [[INCA]] é de que ocorram mais de 100 mil novos casos por ano no Brasil. Estes valores correspondem a um risco estimado de 60 casos novos a cada 100 mil homens e 62 para cada 100 mil mulheres.<ref name=INCA /> Um terço dos pacientes tem histórico familiar de câncer de pele.<ref name=POPIM>POPIM, Regina Célia et al . Câncer de pele: uso de medidas preventivas e perfil demográfico de um grupo de risco na cidade de Botucatu. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 13, n. 4, Aug. 2008 . Available from <http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232008000400030&lng=en&nrm=iso>. access on 06 May 2011. doi: 10.1590/S1413-81232008000400030.</ref>
 
Ao contrário dos outros cânceres que ocorrem na maioria dos casos em pessoas acima de 70 anos, os carcinomas na pele são comum também entre os 20 aos 35 e afeta também crianças e adolescentes. A grande maioria de suas vítimas são [[caucasiano]]s (brancos), sendo mais comum em países tropicais como Brasil, [[África do Sul]] e [[Austrália]].<ref name=POPIM /> O número de diagnósticos de melanomas vêm aumentando nos últimos 40 anosanocuzaos.<ref name=um>GALLAGHER, R.P. et al. Is chronic sunlight exposure important in accounting for increases in melanoma incidence? Int. J. Cancer, 44: 813-5, 1989.</ref>
 
== Investigação ==