Diferenças entre edições de "Lynn Margulis"

947 bytes adicionados ,  22h56min de 28 de novembro de 2017
m (ajustando datas nas citações, traduzindo nome/parametro de predefinições do inglês para português usando JavaScript)
 
==Hipótese de Gaia==
Muito menos aceitação do meio científico tem a [[hipótese de Gaia]], com que Margulis começou a trabalhar no ano de [[1972]]. A hipótese de Gaia fora apresentada por [[James E. Lovelock]], químico [[Inglaterra|inglês]] e inventor. [[Gaia (mitologia)|Gaia]] é uma deusa, a ''Mãe terra'' grega. Na sua hipótese, Lovelock sustentava que a [[Terra]] éfunciona como um organismo vivo e Margulis especificou que a [[Biota]] terrestre – o agregado de toda a matéria viva do planeta – é habilitada para o crescimento e tem um metabolismo e uma interação química apropriada à manutenção da temperatura do planeta e da composição atmosférica nos níveis desejáveis para a eclosão e a existência da vida na [[Terra]]. Apesar de haver muita controvérsia sobre alguns aspectos da teoria, seus elementos essenciais — a existência de uma influência mútua entre seres vivos e ambiente, e a capacidade de os seres modificarem o ambiente em alguma medida para que sua sobrevivência seja assegurada — se tornaram parte do cânone científico contemporâneo.<ref>Nunes Neto, Nei Freitas & El-Hani, Charbel Niño. "Gaia: teleologia e função". In: ''Episteme'', 2006; 11 (23):15-48</ref><ref>Van Cappellen, Philippe. "Biomineralization and Global Biogeochemical Cycles". In: ''Reviews in Mineralogy and Geochemistry'', 2003; 54 (1):357-381</ref><ref>EMBRAPA Cerrados [Aduan, Roberto Engel; Vilela, Marina de Fátima; Reis Júnior, Fábio Bueno]. ''Os Grandes Ciclos Biogeoquímicos do Planeta''. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 2004</ref><ref>Gray, John. "The Revenge of Gaia, by James Lovelock". ''Independent'', 27/01/2006</ref>
 
==Vida pessoal==