Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho ,  18h39min de 29 de novembro de 2017
Mudança em nome de peça
Sua mãe, Amélia, teve morte trágica, suicidou-se quando tinha 18 anos e ele 18 meses; seu pai enviou-o a um internato jesuíta em São Leopoldo (RS).<ref name=fspilus>{{citar web |url=http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/1179690-a-manhosa-vida-do-patrono-do-humor-brasileiro.shtml |título=A manhosa vida do patrono do humor brasileiro |acessodata=5 de novembro de 2012|autor= Machado, Cassiano Ellek|coautores= |data= 4 de novembro de 2012 |formato= |obra= |publicado=Folha de S.Paulo |páginas= |língua= |citação= }}</ref> Apparício Torelly iniciou-se no [[humorismo]] em 1908 no jornalzinho "Capim Seco", do colégio onde estudava, satirizando a disciplina dos padres [[jesuítas]] de [[São Leopoldo]].<ref name="UFCG">{{citar web |url=http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/ItarareB.html |título=Apparício Fernando de Brinkerhoff Torellyss, o Barão de Itararé |acessodata=27 de novembro de 2012 |autor= |coautores= |data= |ano= |mes= |formato= |obra= |publicado=UFCG |páginas= |língua= |citação= }}</ref>
 
Em 1918, durante suas férias, sofre um [[AVC]] quando andava na fazenda de um tio. Abandona o curso de [[Medicina]] no quarto ano e começa a escrever. Publica sonetos e artigos em jornais e revistas, como a [[Revista Kodak]], "A Máscara" e "ManecaCaneca".<ref>[http://www.releituras.com/itarare_bio.asp Biografia do Barão de Itararé, Projeto Releituras.]</ref>
 
=== ''A Manha'' ===
Utilizador anónimo