Abrir menu principal

Alterações

34 bytes adicionados ,  03h05min de 5 de dezembro de 2017
m
parte visual
 
== Casos particulares ==
Existem dois casos particulares de colisão: a colisão perfeitamente [[Colisão elástica|'''''<u>elástica</u>''''']] e a [[Colisão inelástica|'''''<u>inelástica</u>''''']]. É definida como uma colisão perfeitamente elástica aquela em que não há perda de energia cinética na colisão, ou seja, o objeto 1 transferirá toda sua velocidade para o objeto 2. Já uma colisão inelástica é aquela em que parte da energia cinética é alterada para uma outra forma de energia, como o som por exemplo. Qualquer colisão entre objetos macroscópicos irá converter uma parte da energia cinética em energia interna, e outras formas de energia, de modo que nenhum impacto em larga escala são perfeitamente elásticos. Não se pode controlar a energia cinética através da colisão, já que parte dela é convertida em outras formas de energia. No entanto, alguns problemas são tão próximos de perfeitamente elásticos que podem ser aproximados como tal.<ref>Mathavan, S. (2010). ''A theoretical analysis of billard ball dynamics under cushion impacts''. [S.l.]: Journal of Mechanical Engineering Science. p. 1863 - 1873</ref>
 
Colisões em gases ideais abordam impactos perfeitamente elásticos, assim como as interações de dispersão de partículas subatômicas que são desviadas pela força eletromagnética.