Diferenças entre edições de "Assembleia das cúrias"

3 bytes removidos ,  10h10min de 10 de dezembro de 2017
sem resumo de edição
'''Assembleia''' ou '''Comício das cúrias''' ({{langx|la|''comitia curiata''}}), também conhecido como '''Assembleia''' ou '''Comício Curial''', foi a principal assembleia durante o [[Reino de Roma]] e as primeiras décadas da [[República Romana]]. Durante o período do Reino de Roma, no tempo do rei [[Sérvio Túlio]], a Assembleia das cúrias foi a única assembleia popular com real significado político.{{HarvRef|Smith|1870|p=332}}
 
Foi organizada com base nos trinta [[cúria]]s (''curiae'') nos quais era o povo dividido, de forma que era a única assembleia na qual o povo estava representado. {{HarvRef|Smith|1870|p=331}} Durante o tempo do Reino de Roma, esta assembleia foi, a princípio, uma assembleia legislativa (''comitia''). Como tal, foi responsável por leis e pela ratificação da eleição (teoricamente) de novo rei. No entanto, a rejeição de tais leis pela assembleia não impediria a sua promulgaçãopromulingo.
 
Sérvio Túlio promoveu mudanças que ocasionaram a transferência de suas principais atribuições para a [[assembleia das centúrias]] (''comitia centuriata'').{{HarvRef|Smith|1870|p=332}}. Assim o poder de eleger magistrados, de decidir sobre a guerra, de passar leis e jurisdição em casos de apelação ao povo romano foram transferidos à assembleia centuriata.{{HarvRef|Smith|1870|p=332}}. A assembleia centuriata, instituída por Sérvio Túlio, reunia [[patrícios]] e [[plebeus]].{{HarvRef|Smith|1870|p=331}}
Utilizador anónimo