Abrir menu principal

Alterações

m
 
===Declínio e extinção===
[[File:Pavilhão na Estaçãogare do Carregado - Os Caminhos de Ferro Portugueses 1856-2006.jpg|thumb|Pavilhão montado na [[Estação Ferroviária do Carregado|Estação do Carregado]], para a cerimónia de inauguração da linha férrea.]]
Durante cerca de 2 anos, as obras prosseguiram, embora lentamente<ref name=DicionarioIlustrado/>; em 5 de Setembro de 1855, as obras foram suspensas, devido a conflitos entre a Companhia e os empreiteiros; no dia seguinte, Fontes de Melo teve de intervir, passando o governo a tomar conta das obras.<ref name=DicionarioIlustrado/><ref name=Gazeta1681/> Em 7 de Fevereiro de 1856, o projecto foi entregue à gestão do engenheiro Watier; entretanto, o estado tentou chegar a acordo com os empreiteiros, sem resultados, e, em 28 de Agosto, adiantou à Companhia o valor de 460:000$000, sob penhor das acções em carteira.<ref name=Gazeta1681/> O contrato com os empreiteiros foi rescindido, passando os trabalhos a serem feitos directamente pela empresa.<ref name=Gazeta1154/> Foi desta forma que foi inaugurado o primeiro troço, até ao [[Estação Ferroviária do Carregado|Carregado]], em 28 de Outubro desse ano.<ref name=Gazeta1681/> A linha entrou ao serviço no dia seguinte, com duas viagens diárias de ida e volta.<ref>Saraiva ''et al'', p. 71</ref>
 
78

edições