Henriqueta de França: diferenças entre revisões

657 bytes removidos ,  17h38min de 25 de dezembro de 2017
 
=== Morte ===
Henriqueta morreu de [[varíola]] em 1752 aos vinte e quatro anos. Em fevereiro desse ano, sentiu-se um tanto mal e cansada, mas quando o rei pediu-lhe para acompanhá-lo em um passeio de trenó, ela não deu sinais de desconforto e aceitou o convite de qualquer maneira. Ela ficou gravemente afetada pelo clima frio e morreu após apenas três dias de doença.<ref Sua família foi descrita como sendo name="umLatour, estadoLouis de estupefação sobre a rapidez da doençaTherese". [3]/>
 
Luís XV reagiu comde o desesperoforma "violentoviolenta" ema sua morte e deu ordem das maiores honras ao redor de seu funeral; Para melhorar o luto público, seus restos foram colocados nas [[Palácio das Tulherias|Tuileries]] em vez de Versalhes antes do funeral, vestidose Henriqueta foi vestida com um de seus melhores vestidos.<ref ename="Latour, feitosLouis para aparecer vivos. [3]Therese"/> No entanto, a recepção pública dedo funeral não era paradesagradou o gosto do rei, pois o público "bebeu, riu e se divertiu", o que foi tomado como sinal da diminuição da reputação da monarquia.<ref [3]name="Latour, Louis Therese"/> Na época, o público interpretou a morte de Henriqueta como um um castigo divino como um sinal de desaprovação divina do estilo de vida do rei adúltero.
 
Seu coração foi enterrado na Abadia de Val-de-Grace, enquanto seus restos foram enterrados na [[Basílica de Saint-Denis]], juntamente com sua irmã Isabel. Seu túmulo, como outros túmulos reais em Saint-Denis, foi profanado durante a [[Revolução Francesa]].
 
Madame Campan escreveu mais tarde sobre ela: "Madame Henriette, irmã gêmea da duquesa de Parma, ficou muito arrependida, porque teve uma influência considerável sobre a mente do rei, e foi observado que, se ela tivesse vivido, teria sido assiduamente encontrá-lo divertimentos no seio de sua família, o seguiram em suas curtas excursões, e teriam feito as honras dos "pequenos sopradores" que ele gostava de dar em seus apartamentos particulares ". <ref>Madame Campan, ''Memoirs of the Court of Marie Antoinette, Queen of France'', [[Project Gutenberg]], retrieved 2-05-17</ref>
 
== Genealogia ==
Utilizador anónimo