Abrir menu principal

Alterações

153 bytes adicionados ,  14h10min de 30 de dezembro de 2017
sem resumo de edição
{{SexoC}}
'''Harém''' é, na [[cultura árabe]], a parte da [[casa]] proibida a homens de fora. Em outras culturas, porém, o termo significa o conjunto de mulheres de um [[matrimônio]] [[poligamia|poligâmico]]. O harém tradicionalmente ficava aos cuidados de [[eunuco]]s do sexo masculino, ou seja, um homem castrado pela mulher mais velha do sultão justamente para não se envolver com as mulheres de seu patrão. Em contrapartida, alguns ou muitos eunucos desfrutavam de [[fama]], [[dinheiro]] e [[poder]].
 
Nem mesmo os irmãos do sultão ao harém. Os irmãos do sultão moravam em um aposento isolado, com vista para o harém, mas sem acesso ao mulherio.
 
Os reis [[persas]] possuíam harém e eunucos já no [[século VII a.C.]]. Ainda há haréns em países [[muçulmano]]s, bem como eunucos, mas ambos são relativamente raros. A [[poligamia]], que geralmente é a condição necessária para ter-se um harém, requer posses, porque o marido tem de prover às necessidades de todas as esposas, filhos e agregados, bem como manter numerosa criadagem. Na realidade ter múltiplas concubinas era um meio para exibir riqueza e poder e fora da nobreza haréns foram mantidos por funcionários de alto escalão do governo destes países e comerciantes ricos.
{{clr}}