Diferenças entre edições de "Jogos Paralímpicos de Inverno"

4 bytes removidos ,  02h23min de 6 de janeiro de 2018
m
sem resumo de edição
m (ajustando datas, traduzindo nome/parâmetro nas citações, outros ajustes usando script)
m
=== Primórdios ===
 
As origens dos Jogos Paralímpicos de Inverno são semelhantes aos [[Jogos Paraolímpicos de Verão|Paralímpicos de Verão]]. Soldados feridos que retornaram da [[Segunda Guerra Mundial]] procuraram o esporte como um caminho para a reabilitação.<ref name="phistory">{{citar jornal|título=History of the Paralympics|publicado=BBC Sport|url=http://news.bbc.co.uk/sport2/hi/other_sports/disability_sport/7582206.stm|acessodata=2010-04-21 |data=2008-09-04}}</ref> Organizado pelo doutor [[Ludwig Guttmann]], competições esportivas entre os hospitais de convalescença britânicos começaram em 1948 e continuaram até 1960, quando uma Olimpíada paralela foi realizada em [[Roma]] após os [[Jogos Olímpicos de Verão de 1960|Jogos Olímpicos de Verão daquele ano]]. Mais de 400 atletas em cadeira de rodas competiram nos [[Jogos Paralímpicos de Verão de 1960]], que ficou conhecido como a primeira Paralimpíada.<ref name="phistory/"/>
 
[[Sepp Zwicknagl]], um pioneiro dos esportes de neve para atletas deficientes, foi um esquiador austríaco amputado que praticou a modalidade usando próteses. Seu trabalho ajudou avanços tecnológicos pioneiros para pessoas com deficiência que desejavam participar em esportes de inverno.<ref name="origins">{{citar web|título=Örnsköldsvik 1976|publicado=International Paralympic Committee|url=http://www.paralympic.org/Paralympic_Games/Past_Games/Oernskoeldsvik_1976/index.html|acessodata=2010-04-14}}</ref> Os avanços foram lentos, até que a primeira competição oficial de esqui mundial para atletas com deficiência física foi realizada em 1974, sendo disputadas as modalidades [[Descida livre (esqui)|descida livre]] e [[esqui cross-country]].<ref name="origins/"/> Os primeiros Jogos Paralímpicos de Inverno realizaram-se em [[Jogos Paralímpicos de Inverno de 1976|1976]] em [[Örnsköldsvik]], [[Suécia]], entre 21 e 28 de fevereiro. [[Esqui alpino]] e [[esqui nórdico|nórdico]] para amputados e atletas com deficiência visual foram os principais eventos, que contou ainda com a corrida em trenós como um evento de demonstração.<ref name="origins/"/> Havia 198 atletas participantes de 16 países,<ref>{{citar web|título=Results search|publicado=International Paralympic Committee|url=http://www.paralympic.org/Sport/Results/search.html?games=1976PWG&gender=all&medal=all&npc=all&sport=all|acessodata=2010-04-14}}</ref> e foi a primeira vez que atletas com outras deficiências que não fossem cadeirantes puderam competir.<ref name="history">{{citar web|título=History of the Paralympic Games|publicado=The Government of Canada|url=http://www.canada2010.gc.ca/101/histor/010203-eng.cfm|acessodata=2010-04-14}}</ref>
 
Como consequência do sucesso dos primeiros Jogos Paralímpicos de Inverno,uma segunda edição teve que ser realizada,o resort de [[Geilo]],na [[Noruega]],foi escolhido para sediar a segunda edição dos Jogos, em que houve um aumento de 40% no número de participantes. Todas as classes de atletas com deficiência física estavam aptos para participar do evento.<ref name="geilo">{{citar web|título=Geilo 1980|publicado= International Paralympic Committee|url=https://www.paralympic.org/geilo-1980|acessodata=2017-12-16}}</ref> Em relação ao programa da edição anterior,um novo esporte foi adicionado:A corrida de trenó foi introduzida como um novo esporte, colocando três esportes no programa em Geilo. As mulheres competiram em distâncias de 100m, 500m e 800m, enquanto os homens competiam em distâncias de 100m, 500m e 1.500m. Além disso, um evento de esqui alpino para cadeirantes foi realizado.
 
=== Albertville 1992 ===
A partir de [[Jogos Paralímpicos de Verão de 1988|1988]] os Jogos Paralímpicos de Verão foram realizados na mesma cidade anfitriã dos [[Jogos Olímpicos de Verão]]. Isto foi possível devido a um acordo alcançado entre o [[Comitê Olímpico Internacional]] (COI) e o Comitê Internacional de Coordenação (ICC). Os [[Jogos Paralímpicos de Inverno de 1992]],realizados em [[Tignes]],na [[França]], foram os primeiros Jogos de Inverno a usar as mesmas instalações das [[Jogos Olímpicos de Inverno de 1992|Olimpíadas de Inverno]].<ref name="history/"/>
 
Devido a falta de interesse e também por problemas logísticos,já apresentados durante os [[Jogos Olímpicos de Inverno de 1992]],os dois esportes de gelo foram cancelados.Por isso foram realizadas apenas as competições de esqui alpino e esqui nórdico (cross-country e biatlo). Dentre os eventos de demonstração foram realizadas provas do esqui alpino e do cross-country para deficientes intelectuais e as provas de biatlo para cegos.
Acompanhando o sucesso surpreendente das vendas dos ingressos dos [[Jogos Olímpicos de Inverno de 2010]],acompanhado de um período de desconfiança dos próprios canadenses,foram vendidos mais de 230 mil ingressos para os Jogos,forçando todos os locais de competição a operarem em suas capacidades máximas durante os Jogos.A marca era até então o recorde de ingressos vendidos para uma edição dos Jogos de Inverno.Cerca de 1.200 representantes de mídia cobriram os Jogos - um aumento de 12% dos em relação aos jogos anteriores. O Japão teve o maior público acumulado com quase 538 milhões de telespectadores, seguido pela Alemanha, que registrou quase 400 milhões de telespectadores acumulados durante os 11 dias de competição.Dentre os esportes,o esqui alpino provou ser o mais popular com uma audiência acumulada de quase 700 milhões de telespectadores.O canal de televisão on-line do IPC, o Paralympic Sport.TV, registrou mais de 437 mil acessos durante os Jogos.<ref name="Vancouver2010">{{citar jornal|título=Vancouver 2010|url=https://www.paralympic.org/vancouver-2010|website=Paralympic.org|acessodata=5 de janeiro de 2018}}</ref>
 
Quanto ao programa desportivo,em Vancouver foram disputadas 64 finais em 5 esportes.As grandes novidades desportivas foram as adições das provas do super combinado no esqui alpino e a troca das provas de curta distância no esqui cross-country pelas provas de sprint.Em relação as performances dos atletas,três atletas canadenses se destacaram um foi [[Brian McKeever]] que foi o primeiro atleta paralímpico a ser convocado para o time olímpico e o time paralímpico de seu país no mesmo (Brian foi preterido por um outro atleta que tinha um tempo melhor na prova dos 50km e assim ele não competiu nos [[Jogos Olímpicos de Inverno de 2010]]),.<ref name="VS100217/"/><ref name="TN100217/"/>.<ref name="BH100220/"/>McKeever já tinha competido em Turim 2006,no esqui cross-country e no biatlo.<ref name="VS100217">{{citar jornal|url= <!--http://www.vancouversun.com/opinion/Legally+blind+skier+embodies+Olympic+ideal/2574986/story.html--> http://www.checkorphan.org/news/legally-blind-skier-embodies-the-olympic-ideal |título= Legally blind skier embodies the Olympic ideal |obra= Vancouver Sun |autor = Cernetig, Mirro |data=17 de fevereiro de 2010 }} (Reprinted at CheckOrphan.org)</ref>
<ref name="TN100217">{{citar jornal|agência= Associated Press |url= http://www.etaiwannews.com/etn/news_content.php?id=1182515&lang=eng_news&cate_img=316.jpg&cate_rss=news_Health |título= Canada's McKeever to ski at Olympics, Paralympics |primeiro = Rachel |último = Cohen |data=17 de fevereiro de 2010 }}</ref><ref name="BH100220">{{citar jornal|obra=Boston Herald |url=http://www.bostonherald.com/sports/olympics/columnists/view/20100219blind_olympian_doesnt_believe_in_limits/srvc=home&position=recent |título=Blind Olympian doesn’t believe in limits |primeiro =Steve |último =Kelley |data=20 de fevereiro de 2010 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20100303123021/http://www.bostonherald.com/sports/olympics/columnists/view/20100219blind_olympian_doesnt_believe_in_limits/srvc%3Dhome%26position%3Drecent |arquivodata=3 de março de 2010 |urlmorta= sim|df= }}</ref>
 
A também canadense [[Viviane Forest]] foi a primeira atleta a ser campeã paralímpica da história tanto nos [[Jogos Paralímpicos de Verão]] e nos Jogos Paralímpicos de Inverno ao ganhar a prova do downhill para deficientes visuais. Ela fez parte do time canadense de golbol que foi campeão em [[Jogos Paralímpicos de Verão de 2000|Sydney 2000]] e em [[Jogos Paralímpicos de Verão de 2004|Atenas 2004]] .<ref name="VS100318"/">.<ref name="VS100311/"/><ref name="VS100318">{{citar jornal|obra=Vancouver Sun |url=http://www.vancouversun.com/sports/2010wintergames/Canada+Viviane+Forest+does+trifecta+wins+visually+impaired+downhill+gold/2698348/story.html |título=Paralympic para-alpine skiing: Canada’s Viviane Forest does the trifecta, wins visually impaired downhill gold |primeiro =Mike |último =Beamish |data=18 de março de 2010 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20100323011825/http://www.vancouversun.com/sports/2010wintergames/Canada%2BViviane%2BForest%2Bdoes%2Btrifecta%2Bwins%2Bvisually%2Bimpaired%2Bdownhill%2Bgold/2698348/story.html |arquivodata=23 de março de 2010 |urlmorta= sim|df= }}</ref>
<ref name="VS100311">{{citar jornal|obra=Vancouver Sun |url=http://www.vancouversun.com/sports/Para+alpine+star+Viviane+Forest+potential+huge+Games+medal+haul/2672109/story.html |título=Para-alpine star Viviane Forest has potential for huge Games medal haul |primeiro =John |último =Korobanik |data=11 de março de 2010 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20100324090309/http://www.vancouversun.com/sports/Para%2Balpine%2Bstar%2BViviane%2BForest%2Bpotential%2Bhuge%2BGames%2Bmedal%2Bhaul/2672109/story.html |arquivodata=24 de março de 2010 |urlmorta= sim|df= }}</ref>
 
Uma outra canadense [[Lauren Woolstencroft]] ganhou todas as provas(5) do esqui alpino em sua categoria (em pé).<ref name="VS100321/"/>Também cabe destacar a participação da alemã [[Verena Bentele]] que também ganhou 5 medalhas de ouro,mas no esqui cross-country e no biatlo.<ref name="VS100321">{{citar jornal|obra= Vancouver Sun |url= http://www.vancouversun.com/sports/Woolstencroft+wins+fifth+gold+2010+Paralympics/2707422/story.html |título= Woolstencroft wins fifth gold medal |agência= CanWest News Service |data=21 de março de 2010 }}</ref>
 
=Trapaças=
É muito comum que alguns atletas mintam sobre a sua deficiência para obter uma vantagem competitiva e o também o uso de drogas que melhoram o desempenho.<ref>{{citar jornal|título=Cheating shame of Paralympics|último =Slot|primeiro =Owen|publicado=Telegraph Media Group|obra=The Daily Telegraph|data=2001-02-03|url=http://www.telegraph.co.uk/sport/2998162/Cheating-shame-of-Paralympics.html|acessodata=2010-04-07 |local=London}}</ref><ref>{{citar jornal|título=Cheating does happen in the Paralympics|último =Grey-Thompson|primeiro =Tanni|data=2008-09-11|publicado=Telegraph Media Group|obra=The Daily Telegraph|url=http://www.telegraph.co.uk/sport/othersports/paralympicsport/2798515/Cheating-does-happens-in-the-Paralympics-Paralympics.html|acessodata=2010-04-07 |local=London}}</ref> O esquiador alemão Thomas Oelsner foi o primeiro paratleta a testar positivo em um exame antidoping em [[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2002|2002]],testando positivo para esteroides.Ele tinha ganhado duas medalhas de ouro,uma no esqui cross-country e outra no biatlo e foi desclassificado em ambas as provas<ref>{{citar web|título=Skier Fails Drug Test |último =Maffly |primeiro =Bryan |publicado=Salt Lake 2002 Paralympics |data=2002-03-13 |url=http://saltlake2002.paralympic.org/ |acessodata=2010-04-07 |urlmorta= sim|arquivourl=https://web.archive.org/web/20100605042933/http://saltlake2002.paralympic.org/ |arquivodata=2010-06-05 |df= }}</ref> Uma preocupação agora enfrentada pelos funcionários paraolímpicos é a técnica de aumentar a pressão arterial, conhecida como [[disreflexia autonômica]]. O aumento da pressão arterial pode melhorar o desempenho de um atleta em 15% e é mais eficaz nos esportes de resistência, como o [[esqui cross-country]]. Para aumentar a pressão arterial, os atletas deliberadamente causam traumas aos membros abaixo de uma lesão na coluna. Este trauma pode incluir quebrar ossos, amarrar as extremidades de forma muito forte e usar meias de compressão de alta pressão. A lesão é indolor para o atleta, mas afeta o corpo e a sua pressão arteria, assim como um sobrecarregamento da [[bexiga]].<ref>{{citar jornal|título=Paralympic athletes who harm themselves to perform better|publicado=BBC|obra=BBC News Magazine|data=2012-08-22|url=http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-19325756|acessodata=2014-02-12}}</ref>
 
Em 2016,o [[Comitê Paralímpico Internacional]] (IPC) encontrou evidências de que um esquema de manipulação de resultados dos exames de doping foi executado por autoridades russas durante os [[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2014]],em [[Sóchi]].<ref name="IPC160807/"/> Faltando exatamente um mês para a cerimônia de abertura dos [[Jogos Paralímpicos de Verão de 2016]].O Quadro Executivo do IPC votou por unanimidade para excluir o time russo do evento,alegando que o Comitê Paralímpico Russo não conseguiu executar com sucesso o Código Antidopagem da entidade e nem mesmo respeitou as regras impostas pela [[WADA]],"o que é algo que fere a constituição e os princípios da entidade".<ref name="IPC160807/"/> O então presidente do IPC Sir Philip Craven afirmou que o governo russo "falhou catastroficamente em proteger os seus paratletas"..<ref name="Craven160807/"/> O presidente da Comissão de Atletas da entidade,o ex-jogador de hóquei canadense Todd Nicholson disse que a Rússia manipulou seus atletas como "peões" para "demostrar proezas globais".<ref name="Nicholson160807/"/>
 
== Categorias de deficiência ==
*'''Cadeira de rodas''': Atletas com [[Lesão da medula espinhal|lesões na medula espinhal]] e outras deficiências que os obrigam a competir em uma [[cadeira de rodas]].
*'''Deficientes visuais''': Os atletas com [[deficiência visual]], que varia de visão parcial, suficiente para ser julgado como legalmente cego, até a cegueira total.
*'''''Les Autres''''': Atletas com deficiência física que não se enquadram estritamente sob um das outras cinco categorias, tais como [[nanismo]], [[esclerose múltipla]] ou [[Doença congênita|congênitas]] deformidades dos membros, como a causada por [[talidomida]]. O nome para esta categoria vem do [[Língua francesa|francês]] e significa "os outros ").<ref name="categories/"/>
 
== Edições ==
210 104

edições