Abrir menu principal

Alterações

89 bytes adicionados ,  20h15min de 10 de janeiro de 2018
sem resumo de edição
 
== Histórico ==
[[Ficheiro:Goa Gil set in Moscow 24.07.2010|thumb|Goa Gil se apresenta em Moscow, 2010]]
Tal como todos os estilos musicais, as origens do psytrance remontam a um período de evolução a nível social, mas neste caso, também político. Nos final da década de 60 começam a surgir por todo o mundo novos ideais de esquerda e outros movimentos sociais contra a repressão das mulheres, negros e homossexuais <ref>{{Citar web|http://journals.openedition.org/spp/1596#tocfrom1n2}}</ref>. Ao mesmo tempo, os movimentos pelo fim da Guerra do Vietnam e [[Guerra Fria]] ganham mais força, no contexto de uma depressão gerada pela incapacidade do “sonho americano”. É neste período conturbado que aparece também uma nova ligação da cultura ocidental ao “Oriente”, com os textos pacifistas da religião budista e o xamanismo da religião hindu, que, aliada à emergente explosão de drogas psicadélicas e aos factores sociais e políticos já mencionados, cria condições ao aparecimento do movimento hippie, com principal destaque nos EUA, mais concretamente em São Francisco. Similarmente ao que se passava a nível politico, também a nível musical a contracultura hippie se manifestou, através de bandas de [[rock psicadélico]], com letras inspiradas em experiências psicadélicas e em livros como “As portas da percepção” de Aldous Huxley ou “O profeta” de Kahil Gibran. Essas mesmas bandas foram também protagonistas de visitas à Índia, demonstrando no seu trabalho a inspiração de cariz “oriental” que adoptaram. São exemplos disso bandas como [[The Beatles]], [[The Who]], [[Grateful Dead]], [[Pink Floyd]], [[The Doors]]. Era de esperar, então, que com a demanda por “cultura oriental” acabasse por existir um êxodo de muitos elementos do movimento hippie para a Ásia, criando uma rota denominada de “hippie trail” que se movia entre o continente americano ou europeu, passando por vários locais, muitos dos quais conhecidos pelo consumo e produção de cânhamo. Entre eles encontram-se regiões/países como as Ilhas Baleares, Marrocos, Iraque, Irão, Afeganistão, Nepal e Índia, ou mesmo, Tailândia e Vietname.<ref>{{Citar web|url=http://www.arge.pt/marcosilva/trance/?cat=historia}}</ref>
 
Utilizador anónimo