Diferenças entre edições de "Beto Carrero"

43 bytes removidos ,  12h19min de 11 de janeiro de 2018
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 187.41.36.224, com Reversão e avisos
(vida pessoal)
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 187.41.36.224, com Reversão e avisos)
 
Nos [[anos 70]], liderou a conta de grandes empresas. Lançou motes históricos, como o do Leite de Aveia Davene e das toalhas Buettner, tendo [[Tônia Carrero]] como estrela do merchandising. Nesta década, mesmo dedicando-se à publicidade, Beto sempre encontrava um tempo para trabalhar como agente de alguns artistas. Depois de um certo período, criou o personagem que lhe daria fama – Beto Carrero, um [[vaqueiro]] que ama os animais e defende os oprimidos<sup><ref name="estadao.com.br">[http://www.estadao.com.br/especiais/a-trajetoria-de-beto-carrero,11343.htm http://www.estadao.com.br/especiais/a-trajetoria-de-beto-carrero,11343.htm]<br></ref></sup>. Sua paixão pela arte falou mais alto, fazendo com que Beto montasse sua trupe e percorresse milhares de municípios com seu [[circo]], apresentando a saga de Beto Carrero, um [[caubói]] tipicamente brasileiro. Fez amigos por onde passou – entre eles muitos famosos, como [[Silvio Santos|Sílvio Santos]], [[Faustão]], [[Gugu Liberato]] e [[Xuxa]]. Estreou um programa na [[Rede Record]] com [[Renato Aragão]] e [[Dedé Santana]] chamado "Os Insociáveis", que, mais tarde, passaria para a [[Rede Globo]] com o nome de "[[Os Trapalhões]]", tendo Beto Carrero como produtor.<sup><ref name="estadao.com.br"/></sup>
 
CASAMENTO: Nunca casou e nem teve filhos.
 
=== Parque temático ===
13 384

edições