Diferenças entre edições de "Dinastia merovíngia"

1 185 bytes adicionados ,  20h02min de 11 de janeiro de 2018
Etiqueta: Internetês ou miguxês
 
== Idioma ==
[[Yitzhak Hen]] afirmou que parece certo que a população galo-romana era muito maior do que a população franca na Gália merovíngia, especialmente nas regiões ao sul do Rio [[Sena]], com a maioria dos assentamentos francos localizados ao longo do Baixo e Médio [[Rio Reno|Reno]].<ref name="hen2425">Hen, Y. (1995). ''Culture and Religion in Merovingian Gaul, A.D. 481-751''. pp. 24-25. BRILL. {{ISBN|90-04-10347-3}}</ref> Quanto mais ao sul, na Gália, você viajava, mais fraca a influência franca se tornava.<ref name="hen2425"/> Hen dificilmente encontrou evidências de assentamentos francos ao sul do [[Rio Loire]].<ref name="hen2425"/> A ausência de fontes de literatura franca sugere que a [[Língua frâncica]] foi esquecida rapidamente após o estágio inicial da dinastia.<ref name="hen2425"/> Hen acredita que o [[Latim vulgar]] permaneceu a língua falada na Gália para a Neustria, Borgonha e a Aquitânia, ao longo do período merovíngio e se manteu bem mesmo dentro do período carolíngio.<ref name="hen2425"/> No entanto, Urban T. Holmes estimou que uma língua germânica era falada como segunda língua por funcionários públicos na Austrasia ocidental e na Neustéria até meados de 850, e que desapareceu completamente como uma língua falada dessas regiões apenas durante o 10º século.<ref>[[Urban T. Holmes, Jr.|U. T. Holmes]], A. H. Schutz (1938), ''[https://books.google.com/books?id=jbjX4ebc2lsC&printsec=frontcover&dq=history+of+french+language&hl=en&ei=jRjOTtqdDNPR4QTr1pQ8&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=1&ved=0CDMQ6AEwAA#v=onepage&q=history%20of%20french%20language&f=false A History of the French Language]'', p. 29, Biblo & Tannen Publishers, {{ISBN|0-8196-0191-8}}</ref>
 
== Merovíngios na cultura popular ==
17

edições