Abrir menu principal

Alterações

34 bytes adicionados ,  22h20min de 14 de janeiro de 2018
m
peq. ajustes utilizando AWB
{{Sem-mais fontes|data=outubro de 2015}}
'''Poliginia''' (do grego ''polýs'': muitas, e ''gyné'': mulher) é um termo utilizado tanto em [[antropologia social]] como em [[sociobiologia]]. Refere-se à prática de um homem de contrair [[matrimônio]] com mais de uma esposa. O homem tem direito a mais de uma esposa, enquanto que as mulheres só podem ter o homem em questão como relação.
 
 
==== Em animais ====
Em mamíferos marinhos pode ocorrer comportamentos de monogamia, poliginia e promiscuidade. Todos os animais marinhos carnívoros e maioria das [[Foca|focídeos]] possuem um comportamento poliginico. Quase todos os pinípedes que se reproduzem em terra são extremamente poligínicos e com grande dimorfismo sexual. Como os machos poligínicos tem de competir pelo controle reprodutivo das fêmeas, esta competição gira em torno ou do estabelecimento e defesa de territórios (poliginia por defesa de recursos) ou o estabelecimento de classes de dominância (poliginia por defesa de fêmeas ou haréns). Os pinípedes que cruzam na água ou no gelo morsas e focas usualmente evidenciam um nível reduzido de poliginia, explicado em parte pela dificuldade de defender um recurso ou acesso a fêmeas em um ambiente instável. Em tais ambientes (ao contrário de em terra) as fêmeas tem o benefício seletivo de escolher o macho com o qual ela vai cruza<ref>{{citar livro|título=Marine Mammals - evolutionary biology|ultimo=Berta|primeiro=A.|editora=Academic Press|ano=1999|local=San Diego|páginas=|acessodata=}}</ref>
 
== Referências bíblicas ==
* {{citar bíblia|Isaías|4|1}}
{{refend}}
{{Referências}}
 
== Ligações externas ==
{{Wiktionary}}
 
{{esboço-sociologia}}
{{Controle de autoridade}}
 
[[Categoria:Família]]