Diferenças entre edições de "Engenheiro"

10 bytes adicionados ,  16h35min de 18 de janeiro de 2018
m (Foram revertidas as edições de 201.66.188.135 para a última revisão de 177.74.229.2, de 17h13min de 19 de novembro de 2017 (UTC))
Etiqueta: Reversão
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
=== Engenheiro no Brasil ===
A profissão de Engenheiro no Brasil possui elevada demanda e, por este motivo, alta empregabilidade. As necessidades brasileiras demandariam a formação de cerca de 60 a 80 mil novos engenheiros por ano, porém diplomam-se apenas 42,8 mil anualmente. Apenas 6% dos universitários brasileiros são concluintes de uma das engenharias, enquanto nos países asiáticos e na maioria dos países desenvolvidos esse índice varia de 15 a 35%.<ref>{{citar web|URL = http://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/conteudo.phtml?id=1451601|título = Engenheiro, uma profissão cortejada|data = 04/03/2014|acessadoem = 28/10/2014|autor = Jacir J. Venturi|publicado = Jornal Gazeta do Povo}}</ref>{{referências}}Ryan Dinix
 
== Ver também ==