Abrir menu principal

Alterações

399 bytes removidos, 13h17min de 9 de fevereiro de 2018
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:431:f705:2e7d:5c5:8294:2c7b:61db, com Reversão e avisos
Os ruídos resultantes assustaram inicialmente os chineses. No entanto, eles passaram a jogar caules verdes de bambus (pao chuck) em fogueiras durante festivais e comemorações com o objetivo de assustar maus espíritos.
Mais de 2000 anos depois, foi observado que se bambus ocos fossem recheados com o já conhecido "fogo químico" e lançados ao fogo, o ruído resultante era muito maior. Eram os primeiros fogos de artifício a serem fabricados como conhecemos hoje.
 
Grande parte do comércio como instituições como Assobrapi e também como portais [http://www.fogosdeartificios.com fogosdeartificios.com] e comerciantes [http://www.raianafogos.com.br Raiana Fogos] e outros como flames, fogos poder, caramuru ... já se uniram em busca de melhorias na estrutura dos fogos e causar o mínimo de danos ao meio ambiente e também aumento da segurança ao usuário.
 
O conhecimento da pirotecnia era difundido na [[China]] e na [[Índia]] durante séculos antes de se estender até a [[Europa]] por meio dos árabes e gregos. A arte de construção de fogos de artifício foi muito desenvolvida na [[Arábia]] no século VII, sobretudo pelo fato de os sais oxidantes de potássio serem bastante utilizados pelos [[alquimistas]] do Islã.
157 738

edições