Diferenças entre edições de "Gaúcho"

537 bytes adicionados ,  20h18min de 13 de fevereiro de 2018
sem resumo de edição
 
== Origem ==
Um estudo genético realizado pela [[FAPESP]] revelou que os gaúchos brasileiros dos [[pampas]] são descendentes de uma mistura de [[europeus]] e de [[índios]], mas com algumas peculiaridades. O estudo apontou que os ancestrais [[europeus]] dos gaúchos seriam principalmente [[espanhóis]], e não [[portugueses]], como é mais comum em outras partes do Brasil.<ref>Estudo genético dos Gaúchos: Marrero, Andrea :LUME, UFRGS, 2006f. [http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/10934/000592555.pdf?sequence=1 edição eletronica]</ref> Isso porque a região dos pampas foi, por muito tempo, disputada entre [[Portugal]] e [[Espanha]] e só foi transferida da [[Espanha]] para [[Portugal]] em [[1750]]. O estudo também revelou um alto grau de ancestralidade indígena nos [[gaúchos]] pelo lado materno (52% de linhagens ameríndias), maior do que a dos brasileiros em geral. O estudo também detectou 11% de linhagens africanas pelo lado materno. Dessa forma, os gaúchos da Campanha são fruto sobretudo da miscigenação entre homens ibéricos com mulheres indígenas e, em menor medida, com africanas.<ref>Revista{{citar Pesquisaweb FAPESP, O DNA dos pampas, [|url=http://revistapesquisa.fapesp.br/2007/04/01/o-dna-dos-pampas/ edição|titulo=O DNA dos Pampas: Além de espanhóis, índios guaranis e charruas estão entre os ancestrais dos gaúchos |ultimo=ZORZETTO |primeiro=Ricardo |autor= |data=Abril 2007 | edicao= 134 |ano= |obra=Revista Pesquisa FAPESP |series= |publicado= |local= |pagina= |paginas= |em= |lingua= |titulo-translit= |titulotrad= |tipo= |formato= |arxiv= |asin= |bibcode= |doi= |doi-broken-date= |isbn= |issn= |jfm= |jstor= |lccn= |mr= |oclc= |ol= |osti= |pmc= |pmid= |rfc= |ssrn= |zbl= |id= |arquivourl= |arquivodata= |urlmorta= |acessodata= |citacao= |ref= |pontofinal= |subscricao= eletronica]|registo=}}</ref>
 
A região dos pampas não sofreu influência das significativas imigrações açoriana, alemã e italiana que marcaram a paisagem étnica de outras regiões do Rio Grande do Sul.<ref name="culturais">{{citar web|título=Regiões Culturais: A Construção de Identidades no Rio Grande do Sul e Sua Manifestação na Paisagem Gaúcha|data=2007|url=http://cascavel.ufsm.br/tede/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=1547|acessodata=2014-19-12}}</ref> O antropólogo [[Darcy Ribeiro]] escreveu que os gaúchos dos [[pampas]] "surgem da transfiguração étnica das populações mestiças de varões espanhóis e lusitanos com mulheres guarani".<ref name="Ribeiro">RIBEIRO, Darcy. O Povo Brasileiro, Companhia de Bolso, fourth reprint, 2008 (2008)</ref> Em decorrência da miscigenação étnica, o português falado na região dos pampas absorveu muitas expressões espanholas, indígenas e algumas africanas. <ref>[http://www.orbilat.com/Languages/Portuguese-Brazilian/Dialects/Brazilian_Dialects-Gaucho.html Gaúcho, o Dialeto Crioulo Rio-Grandense]</ref>
1 502

edições