Diferenças entre edições de "Política pública"

305 bytes adicionados ,  10h29min de 26 de fevereiro de 2018
Inserido um item de referências bibliográficas para aprofundamento
m (Foram revertidas as edições de 2804:D45:1A8B:9200:D43C:AAD:EE2B:49EB para a última revisão de Py4nf, de 18h07min de 4 de dezembro de 2017...)
Etiqueta: Reversão
(Inserido um item de referências bibliográficas para aprofundamento)
 
Segundo o mesmo autor<ref name=":2" />, as políticas públicas podem ainda ser criadas através de “''Triângulos de Ferro''”, cujos três agrupamentos principais de atores são: os grupos de interesse; os serviços burocráticos e administrativos e as comissões parlamentares, existindo uma sólida relação entre eles. Os triângulos podem ser numerosos e difusos existindo pelo menos um triângulo de ferro para cada área das políticas públicas<ref>{{citar livro|titulo=Curso de Ciência Política|ultimo=Pasquino|primeiro=Gianfranco|editora=Princípia|ano=2010|local=Cascais|paginas=295|acessodata=}}</ref> e distinguem-se das “''Issue Networks''” na medida em que estas consistem numa maior abertura a uma série de participantes. Aqui, passa a existir uma certa aliança entre diversos grupos de interesse e indivíduos que se unem para promover uma causa para influenciar as políticas públicas<ref>{{citar livro|titulo=Curso de Ciência Política|ultimo=Pasquino|primeiro=Gianfranco|editora=Princípia|ano=2010|local=Cascais|paginas=296|acessodata=}}</ref>.
 
== Referências bibliográficas ==
BUCCI, Maria Paula Dallari. Fundamentos para uma teoria jurídicas das políticas públicas. São Paulo: Saraiva, 2017.
 
MARRARA, Thiago; GONZALEZ, Jorge Agudo (org.). Controles da Administração e judicialização de políticas públicas. São Paulo: Almedina, 2016.
 
== Ver também ==