Abrir menu principal

Alterações

9 bytes removidos, 17h38min de 1 de março de 2018
m
Foram revertidas as edições de 177.8.22.145 (usando Huggle) (3.3.3)
[[Imagem:Greek statue discus thrower 2 century aC.jpg|thumb|320px|O ''[[Discóbolo]]'' de [[Míron]], uma das mais conhecidas obras da arte grega. Cópia em bronze da [[Gliptoteca de Munique]]]]
 
Por '''arte da [[Grécia Antiga]]''' compreendeholaacompreende-se naas minha maonifestaçõesmanifestações das artes visuais, artes cênicas, literatura, música, teatro e arquitetura, desde o início do [[período geométrico]], quando, emergindo da [[Idade das Trevas (Grécia)|Idade das Trevas]], iniciou-se a formação de uma cultura original, até o fim do [[período helenístico]], quando a tradição grega se dissemina por uma larga área entre a Europa, África e Ásia, abrangendo o intervalo de aproximadamente 900 até {{AC|146|x}}, data em que a Grécia caiu sob o [[República Romana|domínio romano]]. Entretanto, esses limites cronológicos não são um consenso entre os historiadores.
 
Os exemplos mais conhecidos da arte grega antiga, e os que mais profundamente influenciaram as gerações posteriores, tanto teórica como materialmente, pertencem ao [[Grécia Antiga#Grécia Antiga|período clássico]], quando conheceram apreciável unidade [[ideologia|ideológica]] e formal, encontrando os seus alicerces numa [[filosofia]] [[antropocentrismo|antropocêntrica]] de sentido [[Razão|racionalista]] que inspirou as características fundamentais deste estilo: por um lado a dimensão humana e o interesse pela representação naturalista do homem e, por outro, a tendência para o [[idealismo]], traduzido na proposição de cânones ou regras fixas que definiam sistemas de proporções e de relações formais para as produções artísticas. A mesmo tempo, cristalizava-se o conceito de ''[[paideia]]'', que vinha sendo elaborado desde os tempos arcaicos - um sistema de educação integral para a formação do cidadão perfeito - que previa uma função social e pedagógica para a arte, concebendo-a como uma atividade eminentemente utilitária e técnica e colocando-a na órbita dos ofícios mecânicos - de fato, somente no fim de seu ciclo a cultura grega passou a debater a ideia de que a arte poderia ter um escopo ampliado e popularizado, e ser praticada sem vínculo com a função social, e sim pelo puro prazer estético.