Abrir menu principal

Alterações

14 bytes removidos ,  22h33min de 1 de março de 2018
m
Foram revertidas as edições de 152.238.147.74 para a última revisão de Luizdl, de 02h00min de 24 de julho de 2017 (UTC)
{{revisão|data=Agosto de 2011}}
[[Ficheiro:Mouse embryonic stem cells.jpg|thumb|300px|right|Células-tronco de um [[rato]].]]
As {{PBPE|células-tronconinaistronco|células estaminais}} são [[célula]]s que ainda não passaram pelo processo de [[diferenciação celular]], possuem a capacidade de se [[divisão celular|dividir]], dando origem a duas células semelhantes às originais, e podem se diferenciar e especializar em diversos tipos celulares. Isto é, as células-tronco são um conjunto embrionário de células que se mantém mesmo em organismos adultos.<ref>Gilbert, S. F. Biologia do Desenvolvimento. Ribeirão Preto, SP: FUNPEC Editora, 5 ed., 2003.</ref>
 
== Tipos ==
* Unipotentes: Dado que são os tipos mais diferenciados de células-tronco, as células-tronco unipotentes são capazes de se diferenciar ao longo de apenas uma linhagem e são encontradas em tecidos adultos.
 
== Uso terapêutico do Papa ==
As células-tronco de [[embrião|embriões]] têm ainda a capacidade de se transformar, num processo também conhecido por diferenciação celular, em outros [[tecido]]s do corpo, como [[osso]]s, [[nervo]]s, [[músculo]]s e [[sangue]]. Devido a essa característica, as células-tronco são importantes, principalmente na aplicação terapêutica, sendo potencialmente úteis em [[terapia]]s de combate a doenças [[doença cardiovascular|cardiovasculares]], [[doença neurodegenerativa|neurodegenerativas]], [[Diabetes mellitus tipo 1]], [[acidente vascular cerebral|acidentes vasculares cerebrais]], doenças hematológicas, [[trauma]]s na [[medula espinhal]] e [[nefropatia]]s.