Diferenças entre edições de "Álvaro Lapa"

Sem alteração do tamanho ,  12h10min de 2 de março de 2018
Deambulando entre Lagos e Évora, em 1972, escreve o texto “Um pato?” para o catálogo da exposição individual de Joaquim Bravo, na Galeria Quadrante, em Lisboa. No ano seguinte, com passagem por uma crise psíquica grave com internamento em Coimbra, vai encontrar apoio no amigo João Cutileiro. Conhece a pintora Maria José Aguiar (1948-) que, juntamente com João Cutileiro, o vão incentivar a mudar-se para o Porto onde passa a viver com a pintora.
 
Em 1974, escreve “Raso como o chão”, que será publicado em 1977 pela Editorial Estampa. Vai também escrever sobre Maria José Aguiar para a sua exposição individual na Galeria Espaço, no Porto. No ano seguinte conclui, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, o curso de filosofia e em 1976 obtém uma bolsa da Fundação Gulbenkian. Retorna ao ensino com uma passagem fugaz pelo Ciclo Preparatório, na Póvoa dode Varzim, entrando depois como professor assistente na Escola Superior de Belas Artes do Porto, onde vai leccionar a disciplina de Estética.
 
Fruto da sua relação com Maria José Aguiar, nasce em 1980 a sua filha Violeta, casando-se um ano depois com a pintora.
Utilizador anónimo