Diferenças entre edições de "Conceição (Paraíba)"

5 bytes adicionados ,  03h59min de 4 de março de 2018
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:1b0:f384:d709:3c99:ac1d:93c4:c4fe, com Reversão e avisos
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:1b0:f384:d709:3c99:ac1d:93c4:c4fe, com Reversão e avisos)
 
== História ==
Os primitivos habitantes da região onde se localiza o atual município foram os índios Coremas e Panatis, da tribo Cariris que, ao longo do tempo, cederam lugar aosao invasoresdesbravadores. 
 
Referências históricas sobre o local onde teve início a Sede Municipal são encontrados no Registo nº 811, de 4 de julho de 1783, do Livro do Registro das Sesmarias, no Arquivo Público do Estado. Neste, Alferes Nicolau Rodrigues dos Santos diz ser possuidor de um sítio chamado Conceição nas cabeceiras do Rio Piancó, descoberto em 1776. No livro, Alferes afirma ter povoado este sítio além de obter água de um riacho também chamado de Conceição. Este riacho possui foz no Riacho Lagoa Seca e este útlimo com foz no Rio Piancó, no lugar chamado Poço do Cavalo, que se limita com o Sítio de Maria Soares, para cima na direção do poente. Precisando de terras para seu gado, Alferes pede uma sesmaria três léguas compreendidas acima.