Abrir menu principal

Alterações

Pecado capital

1 234 bytes adicionados, 10 março
m
sem resumo de edição
{{mais fontes|data=novembro de 2012}}
[[Ficheiro:Jérôme_Bosch-Les_7_Péchés_Capitaux.jpg|thumb|250px|Representação dos ''sete pecados capitais'' por [[Hieronymus Bosch|Bosch]].]]
Os conceitos incorporados no que se conhece hoje como os '''sete pecados capitais''' tratam de uma classificação de condições humanas conhecidas atualmente como [[Vício|vícios]], que precedem o surgimento do [[cristianismo]], mas que foram usadas mais tarde pelo [[catolicismo]] com o intuito de [[educação|educar]] os seguidores, de forma a compreender e controlar os [[instinto]]s básicos do ser [[humano]] e assim se aproximar de [[Deus]].
 
A lista final, apresentada no [[Século XIII]], é a versão aprimorada de uma primeira versão, datada do [[Século IV]]. Todo esse esforço em descrever defeitos de conduta tinha um motivo: facilitar o cumprimento dos [[Dez Mandamentos]]<ref>[https://mundoestranho.abril.com.br/religiao/quem-definiu-os-sete-pecados-capitais/ mundoestranho.abril.com.br/] ''Quem definiu os sete pecados capitais?''</ref>. Assim, a [[Igreja Católica]] classificou e selecionou os [[pecado]]s da seguinte forma: a tríplice concupiscência que é a raiz dos pecados capitais; pecados capitais que são os pais dos outros [[Vício|vícios]]; pecados veniais que são [[perdão|perdoáveis]] sem a necessidade do sacramento da [[confissão (sacramento)|confissão]] e os pecados mortais que são merecedores de [[condenação]] por ferirem os dez mandamentos de Deus.<ref>{{citar web|URL = http://wiki.cancaonova.com/index.php/Pecado|título = Pecado|data = 24/09/2010|acessadoem = 11/02/2015|autor = Canção Nova|publicado = Wiki Canção Nova}}</ref> A partir de inícios do [[século XIV]] a popularidade dos ''sete pecados capitais'' entre [[arte|artistas]] da época resultou numa popularização e mistura com a cultura humana no mundo inteiro.
 
== Os sete pecados capitais ==
Com as iniciais destas palavras latinas, formava-se o termo ''saligia'', utilizado como referência aos pecados capitais como um só.
 
=== SegundoComparação Evágriocom doos Pontodemônios ===
Em [[1589]], [[Peter Binsfeld]] comparouassociou cada um dos pecados capitais com seus respectivos [[demônio]]s seguindo os significados mais usados. De acordo com ''Binsfeld's Classification of Demons'', esta comparação segue o esquema:
 
* [[Asmodeus]] - [[Luxúria]]
* [[Belzebu]] - [[Gula]]
* [[Mamon]] - [[Ganância]]
* [[Belphegor]] - [[Preguiça]]
* [[Azazel]] - [[Ira]]
* [[Leviatã (monstro)|Leviatã]] - [[Inveja]]
* [[Lúcifer]] - [[Orgulho]]
 
=== As 7 Virtudes Humanas ===
{{artigo principal|Sete virtudes}}
A Igreja católica considera que todo ser humano é, em essência, bom. Por isso, para cada um dos 7 pecados, também tem uma virtude oposta a ele, que são:
 
# [[Soberba]] – [[Humildade]]
# [[Avareza]] – [Generosidade]]
# [[Luxúria]] – [[Castidade]]
# [[Inveja]] – [[Caridade]]
# [[Gula]] – [[Temperança]]
# [[Ira]] – [[Paciência]]
# [[Preguiça]] – [[Diligência]]
 
== Teoria dos 7 Pecados ==
=== Segundo Evágrio do Ponto ===
{{AP|Evágrio do Ponto}}
De acordo com o livro ''Sacred Origins of Profound Things'' (Origens Sagradas de Coisas Profundas), de [[Charles Panati]], o [[teologia|teólogo]] e [[monge]] [[Grécia|grego]] [[Evágrio do Ponto]] ([[345]] – [[399]]) teria escrito uma lista de ''oito'' [[crime]]s (culpas) e "[[paixão|paixões]]" humanas, em ordem crescente de importância (ou gravidade):
Para Evágrio os pecados tornavam-se piores à medida que tornassem a pessoa mais [[ego]]cêntrica, com o orgulho ou [[soberba]] sendo o [[suprassumo]] dessa fixação do [[ser humano]] em relação a si mesmo. Isso o afastaria do espírito, que é sua origem em Deus.
 
=== Segundo Papa Gregório I ===
No final do [[século VI]] o [[Papa Gregório I]] reduziutransformou o texto avulso numa recomendação oficial da Igreja, reduzindo a lista a sete itens, juntando "vaidade" e "orgulho" (ou "soberba"), e trocando "acídia" (ou "preguiça") por "[[Preguiça|indolência]]" e "[[melancolia]]" por "[[inveja]]". Para fazer sua própria hierarquia, o pontífice colocou em ordem decrescente os pecados que mais ofendiam ao [[amor]]:
# [[Orgulho]]
# [[Inveja]]
# [[Luxúria]]
 
=== Segundo Tomás de Aquino ===
Mais tarde, outros teólogos, entre eles, [[Tomás de Aquino]] analisaram novamente a gravidade dos pecados e fizeram mais uma lista. No [[século XVII]], a igreja substituiu "''melancolia''" – considerado um pecado demasiado [[incerteza|vago]] – por "[[preguiça]]".
 
Os pecados são diretamente opostos às [[sete virtudes]], que pregam o exato oposto dos sete pecados capitais.
 
=== Dante Alighieri e o Malebolge ===
== Comparação com os demônios ==
[[Dante Alighieri]] não estava ligado formalmente à Igreja. Mas foi quem de fato popularizou o conceito. Em sua obra-prima, [[Divina Comédia|A Divina Comédia]], descreveu os diferentes círculos do Inferno e os associou a cada um dos sete pecados capitais. Na primeira parte da [[Divina Comédia]], Inferno, [[Dante Alighieri|Dante]] teve que descer os nove andares do chamado Malebolge (um Inferno em funil). Cada um era dedicado a um pecado, e quanto mais baixo mais graves eram. Os pecados eram: Soberba, Avareza, Luxúria, Inveja, Gula, Ira, Preguiça, Heresia e Mentira.
Em [[1589]], [[Peter Binsfeld]] comparou cada um dos pecados capitais com seus respectivos [[demônio]]s seguindo os significados mais usados. De acordo com ''Binsfeld's Classification of Demons'', esta comparação segue o esquema:
 
* [[Asmodeus]] - [[Luxúria]]
* [[Belzebu]] - [[Gula]]
* [[Mamon]] - [[Ganância]]
* [[Belphegor]] - [[Preguiça]]
* [[Azazel]] - [[Ira]]
* [[Leviatã (monstro)|Leviatã]] - [[Inveja]]
* [[Lúcifer]] - [[Orgulho]]
 
== Dante Alighieri e o Malebolge ==
 
Na primeira parte da [[Divina Comédia]], Inferno, [[Dante Alighieri|Dante]] teve que descer os nove andares do chamado Malebolge (um Inferno em funil). Cada um era dedicado a um pecado, e quanto mais baixo mais graves eram. Os pecados eram: Soberba, Avareza, Luxúria, Inveja, Gula, Ira, Preguiça, Heresia e Mentira.
 
==== Heresia ====
 
Culto a demônios. A heresia seria a crença em qualquer outro deus se não Deus, que seriam vistos como demônios. Um herege não tinha fé em Deus, fazendo da heresia um pecado que levava a alma diretamente ao Inferno. Toda e qualquer religião, culto ou crença que não contempla o Deus Judaico-Cristão é considerada pelos cristãos como herege.
 
==== Mentira ====
 
Distorcer a verdade. A mentira é um pecado gravíssimo, pois uma pessoa pode mentir por diversos motivos, a maioria pecados. Um mentiroso não cumpre um dos seus deveres para com Deus: a confissão.
 
=== Papa Bento XVI ===
 
Segundo [[Bento XVI]], além da [[Saligia]], os humanos teriam desenvolvido sete pecados capitais modernos. Eles são:
25 654

edições