Diferenças entre edições de "Rio Ródano"

2 207 bytes removidos ,  19h33min de 10 de março de 2018
Rio Ródano História
(Rio Ródano História)
[[Ficheiro:Lyon rhone 01.jpg|thumb|right|300px| O Ródano atravessa a cidade de [[Lyon]], [[França]].]]
 
A navegação era difícil, pois o rio tinha correntes, bancos de areia, inundações na primavera e início do verão, quando o gelo estava derretendo, e as secas no final do verão. Até o século XIX, os passageiros viajavam em ''coches d'eau'', carros de água levados por homens, cavalos, ou à vela. A maioria viajava com uma cruz pintada coberta de símbolos religiosos como proteção contra os perigos da jornada.<ref name="McKnight2005">{{citar livro|último =McKnight |primeiro =Hugh |título=Cruising French Waterways |publicado=Sheridan House |edição=4th ed. |ano=2005 |month=September |isbn=978-1574092103}}</ref>
 
O comércio no rio superior utilizava ''barques du Rhône'' (veleiros do Ródano) de 30 por 3,5 metros, com uma capacidade de 75 toneladas. 50 a 80 cavalos eram utilizados para transportar os comboios com 5 a 7 embarcações. Bens eram transportados em Arles em barcaças à vela de 23 metros chamadas ''allèges d'Arles'' para a descida final até o Mediterrâneo.
 
O primeiro [[barco a vapor]] foi construído em Lyon por Jouffroy d' Abbans em [[1783]]. Os serviços regulares iniciaram-se em [[1829]] e continuaram até [[1952]]. Embarcações de passageiros a vapor de 80 a 100 metros, com velocidade máxima de 20&nbsp;km/h, podiam ir de Lyon até Arles em um dia. A carga era transportada em ''bateau-anguilles'', barcos com rodas de pás, e ''crabes bateaux'', barcos com uma garra dentada eram utilizados para aprofundar a calha do rio permitindo que os barcos com rodas de pás navegassem sem encalhar. No século XX, barcos movidos a motores a diesel foram introduzidos, podendo levar até {{fmtn|1500|toneladas.}}
 
Em 1933, a ''Compagnie Nationale du Rhône'' (CNR) foi criada para domar o rio. Algum progresso foi feito com o aprofundamento do canal de navegação e a construção e limpeza das paredes, mas a [[Segunda Guerra Mundial]] impediu a continuação das obras. Em 1942, após o colapso da [[França de Vichy]], as forças militares italianas ocuparam o sudeste da França até a margem oriental do rio Ródano, como parte da agenda expansionista do regime fascista italiano.
 
Em 1948, o governo iniciou a construção de uma série de barragens e cortes de canal, para melhorar a navegação e gerar eletricidade, com comportas para levantar embarcações de até 23 metros. Cerca de 1/13 do fornecimento de energia elétrica da França é atualmente prestados por essas usinas.
 
Atualmente, o rio Ródano serve de hidrovia que liga cidades como [[Arles]], [[Avinhão]], [[Valence]], [[Vienne]], [[Lyon]] e outras cidades à margem do rio [[Saône]] como [[Villefranche-sur-Saône]], [[Mâcon]] e Chalon-sur-Saône, a portos de cidades como [[Marselha]], [[Sète]], [[Gênova]], [[Barcelona]], entre outras, no [[Mar Mediterrâneo]].
* [[Arles]]
{{dividir em colunas fim}}
*
 
== Ver também ==
O Ródano (''Rhône'') deu seu nome :
* ao [[departamentos franceses|departamento]] francês (''département'') do [[Ródano (departamento)|Ródano]];
* ao departamento francês do [[Bocas do Ródano]] ;
* ao antigo departamento revolucionário do Rhône-et-Loire ;
* à [[regiões administrativas francesas|região administrativa]] francesa [[Ródano-Alpes]].
 
== Ligações externas ==
* [http://www.rdbrmc.com/hydroreel2/ Dados hidrológicos em tempo real (francês)]
* [http://www.eptb-rhone.fr/sitsemt/c02aa.html Dados detalhados (francês)]
 
{{Referências}}
Utilizador anónimo