Diferenças entre edições de "Victor Heringer"

1 455 bytes adicionados ,  06h05min de 11 de março de 2018
a prova de que a imprensa brasileira não faz apuração de nada: os obituários não citaram nem metade das obras em livro e nada das esparsas
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
(a prova de que a imprensa brasileira não faz apuração de nada: os obituários não citaram nem metade das obras em livro e nada das esparsas)
{{Evento atual|tema=Morte}}
{{Info/Biografia
|bgcolour =
 
==Obras==
;Livros
* 2009 - ''Cidade impossível'' (romance)
* 2010 - ''Quando você foi árvores'' (plaquete virtual de poesia)
* 2010 - ''Canção do sumidouro'' (plaquete virtual de poesia)
* 2011 – ''Automatógrafo'' (poesia)
* 2012 – ''Glória'' (romance); 2013: segunda edição
* 2014 - ''Lígia'' (noveleta)
* 2015 - ''O escritor Victor Heringer'' (plaquete de fotos)
* 2016 – ''O amor dos homens avulsos'' (romance)
 
;Tradução
{{Referências}}
* 2017 - ''Primeiro mataram meu pai'' (''First They Killed My Father'', de [[Loung Ung]])
 
;Dissertação de Mestrado
* {{citar tese |tipo=Dissertação |grau=Mestrado |sobrenome=Heringer |nome=Victor Doblas |titulo=Enrique Vila-Matas: a ironia e a reinvenção da subjetividade |publicado=UFRJ |ano=2014 |língua=pt |url=http://www.posciencialit.letras.ufrj.br/images/Posciencialit/td/2014/Disserta%C3%A7%C3%A3o/ENRIQUE%20VILA-MATAS.%20A%20IRONIA%20E%20A%20REINVEN%C3%87%C3%83O%20DA%20SUBJETIVIDADE.pdf |acessodata=11 de março de 2018 |arquivourl=http://web.archive.org/web/20180311055747/http://www.posciencialit.letras.ufrj.br/images/Posciencialit/td/2014/Dissertação/ENRIQUE%20VILA-MATAS.%20A%20IRONIA%20E%20A%20REINVENÇÃO%20DA%20SUBJETIVIDADE.pdf |arquivodata=11 de março de 2018 }} <ref>{{citar web |url=https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10212344900596803&set=a.1836659475415.2101547.1208315530&type=3&permPage=1 |título=“Descobri que enfim, depois de (...) (E eu ainda nem fui pegar meu diploma.)”|data=17 de janeiro de 2018 | acessodata=11 de março de 2018 }}</ref>
{{Referências}}
{{controle de autoridade}}
{{esboço-escritor}}
 
23 872

edições