Rosa Casaco: diferenças entre revisões

30 bytes adicionados ,  16h54min de 12 de março de 2018
m
+ infobox + controle de autoridade
Etiquetas: Editor Visual Remoção considerável de conteúdo
m (+ infobox + controle de autoridade)
{{Info/Biografia/Wikidata}}
'''António Rosa Casaco''' ([[Abrantes]], [[Rossio ao Sul do Tejo]], [[1 de Março]] de [[1915]] — [[Cascais]], [[Cascais (freguesia)|Cascais]], 5 de Julho de [[2006]]) foi o agente da [[PIDE]] (Polícia Internacional de Defesa do Estado), que chefiou a brigada que [[Assassinato|assassinou]] o General [[Humberto Delgado]].
 
== Origens ==
De origens humildes, era filho natural de Joana Rosa. O apelido Casaco foi escolhido pela mãe, que o terá ido buscar a familiares longínquos. Oficialmente, era filho de pai incógnito. Um pai que, no entanto, está bem identificado e conheceu perfeitamente: [[António Augusto da Silva Martins]], ex-campeão de [[Tiro desportivo|tiro]] e participante nos [[Jogos Olímpicos de Verão de 1924]], em [[Paris]]. O mesmo pai de dois conhecidos clínicos - [[António Gentil da Silva Martins]] e [[Francisco Gentil da Silva Martins]], o primeiro o [[cirurgião plástico]] e [[cirurgião pediatra]] que chegou a ser 8.º [[Bastonário]] da [[Ordem dos Médicos]] de 1977 a 1986, este último [[oncologista]].<ref>{{citar web|URL=http://aeiou.expresso.pt/voltaria-a-ser-da-pide=f107153|título=Rosa Casaco, ao Expresso «Voltaria a ser da PIDE»|autor=Luiz Carvalho|data=Quinta-Feira, 20 de Julho de 2006|publicado=[[Expresso (jornal)|Expresso]]|acessodata=24 de Fevereiro de 2015}}</ref> .
 
== Carreira ==
* [http://artephotographica.blogspot.com/2006/07/morreu-o-pide-fotgrafo.html Morreu o PIDE fotógrafo]
* [http://aeiou.expresso.pt/como-matamos-humberto-delgado=f107152 Entrevista] de António Rosa Casaco ao Expresso em 20 de julho de 2006.
* António Gentil da Silva Martins, primo direito.
 
{{Controle de autoridade}}
{{esboço-biografia}}
 
{{NF|1915|2006|}}