Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho ,  19h45min de 12 de março de 2018
sem resumo de edição
{{geocoordenadas|8_23_55_S_35_4_3_W|8º 23' S, 35º 4' O}}
{{construção futura}}
A '''Refinaria [[Abreu e Lima]] (RNEST)'''<ref>{{Citar web|url=http://www.petrobras.com.br/pt/nossas-atividades/principais-operacoes/refinarias/refinaria-abreu-e-lima.htm|titulo=Refinaria Abreu e Lima: Veja as Principais Operações Petrobras|data=|acessodata=2016-07-15|obra=Petrobras|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref> é uma refinaria de petróleo sendo construída em [[Ipojuca]], no litoral sul do estado [[brasil]]eiro de [[Pernambuco]], que está em operação parcial, com autorização para produzir 100200 mil barris de petróleo/dia.<ref>{{citar web|url=http://blogs.ne10.uol.com.br/jamildo/2016/01/11/139197/|titulo=CPRH renova licença de operação da Refinaria Abreu e Lima|data=11/01/2016 ÀS 17:12|acessodata=15/07/2016|obra=|publicado=ne10.com.br|ultimo=Tiago|primeiro=Anna}}</ref> É a primeira refinaria inteiramente construída com tecnologia nacional. A [[Petrobras]] considera que essa refinaria será a mais moderna já construída em território nacional, pois será a primeira adaptada a processar 100% de petróleo pesado com o mínimo de impactos ambientais e produzir combustíveis com teor de enxofre menor do que o exigido pelos padrões internacionais mais rígidos, de 10 ppm de enxofre.
 
Quando o ex-presidente [[Luiz Inácio Lula da Silva]] lançou o projeto da refinaria, em 2005, ele tinha orçamento estimado em cerca de 2,5 bilhões de dólares. A previsão de investimentos já subiu para 15 bilhões de dólares e é estimada em 18,5 bilhões de dólares, o equivalente a 56,8 bilhões de reais.<ref>{{citar web|url=http://exame.abril.com.br/brasil/petrobras-trabalha-duro-para-manter-rnest-em-us-18-5-bi-diz-ceo-2/|publicado=Abril|obra=Exame|data=11 de junho de 2014|acessodata=25 de abril de 2017|título=Petrobras trabalha para manter Rnest em US$18,5 bi, diz CEO}}</ref><ref>{{citar web|url=http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,petrobras-trabalha-duro-para-manter-rnest-em-us18-5-bi-diz-ceo,1510239|publicado=Estadão|data=11 de junho de 2014|acessodata=25 de abril de 2017|título=Petrobras 'trabalha duro' para manter Rnest em US$18,5 bi, diz CEO}}</ref><ref name="custos"/>
Utilizador anónimo