Diferenças entre edições de "Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves"

== Homenageados ==
Os nomes que ora constam no "Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria" são:<ref>{{citar web|url=http://www.soleis.adv.br/heroisdapatria.htm|data=|acessodata=1-5-2017|ultimo=|primeiro=|título=Compilado de Leis de Inscrição no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria}}</ref>
* [[Alferes]] [[Joaquim José da Silva Xavier]], o Tiradentes, o primeiro nome no Livro em [[21 de abril]] de [[1992]] por ocasião do bicentenário de sua execução. Incluído pela lei 7.919, de [[11 de dezembro]] de [[1989]].
* [[Zumbi dos Palmares]], inserido em [[21 de março]] de [[1997]]. Incluído pela lei 9.315, de [[20 de novembro]] de [[1996]].
* [[Marechal]] [[Manuel Deodoro da Fonseca]], incluído em [[15 de novembro]] de [[1997]] por ocasião do 108.º aniversário da [[Proclamação da República Brasileira|proclamação da República]]. Incluído pela lei 7.919, de [[11 de dezembro]] de [[1989]].
* Sua Majestade Imperial (S.M.I.) [[Pedro I do Brasil|Dom Pedro I]] (nome completo: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bourbon e Bragança), primeiro [[imperador do Brasil]], proclamador da independência e fundador do [[Império brasileiro]], incluído em [[5 de setembro]] de [[1999]] por ocasião do 177.º aniversário da [[Independência do Brasil|proclamação da independência do Brasil]] em relação ao [[Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves|reino unido de Portugal, Brasil e Algarves]]. Incluído pela lei 9.828, de [[30 de agosto]] de [[1999]].
* [[Marechal]] [[Luís Alves de Lima e Silva]], duque de Caxias, incluído em [[28 de janeiro]] de [[2003]]. Incluído pela lei 10.641, de [[28 de janeiro]] de [[2003]].
* [[Coronel]] [[José Plácido de Castro]], incluído em [[17 de novembro]] de [[2004]] por ocasião do centenário da celebração do [[Tratado de Petrópolis]]. Incluído pela lei 10.440, de [[2 de maio]] de [[2002]].
* [[Almirante]] [[Joaquim Marques Lisboa]], marquês de Tamandaré, incluído em [[13 de dezembro]] de [[2004]] por ocasião do 197.º aniversário de seu nascimento, instituído como ''Dia do Marinheiro''.
* [[Almirante]] [[Francisco Manuel Barroso da Silva]], barão do Amazonas, incluído em [[11 de junho]] de [[2005]] por ocasião do 140.º aniversário da [[Batalha Naval do Riachuelo]].
* [[Marechal-do-ar]] [[Alberto Santos Dumont]], incluído em [[26 de julho]] de [[2006]] por ocasião do centenário do voo do [[Santos-Dumont 14-bis|14 Bis]].
*[[José Bonifácio de Andrada e Silva]], o ''Patriarca da Independência'', incluído em 21 de abril de 2007.
*[[Frei Caneca|Frei Joaquim do Amor Divino Rabelo]], mártir da [[Confederação do Equador]], incluído em 11 de outubro de 2007.<ref>Diário Oficial da União. Imprensa Oficial: 15 de outubro de 2007. Pg. 1.</ref>
*[[Anita Garibaldi|Ana Maria de Jesus Ribeiro]], vulgo Anita Garibaldi, incluída pela lei 12.615, de [[30 de abril]] de [[2012]].
*[[Francisco Barreto de Meneses]], [[João Fernandes Vieira]], [[André Vidal de Negreiros]], [[Henrique Dias]], [[Antônio Filipe Camarão]] e [[Antônio Dias Cardoso]], heróis da [[Batalha dos Guararapes]], que expulsou os [[neerlandeses]] de [[Pernambuco]] no [[séc. XVII]], incluídos pela [http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12701.htm Lei nº 12.701], de [[6 de agosto]] de [[2012]].
* [[Marechal]] [[Cândido Mariano da Silva Rondon]], pelo projeto de lei 562/2003.Incluído pela lei 13.141, de [[30 de junho]] de [[2015]].
Diferentemente de outros panteões, o Panteão da Pátria não contém túmulo de nenhum dos homenageados. A estrutura abriga também duas esculturas que homenageiam os mártires da [[Inconfidência Mineira]]. A primeira, intitulada ''Mural da Liberdade'', foi realizada por [[Athos Bulcão]] e localiza-se no segundo pavimento no salão Vermelho. Constitui-se de três muros modulares, cada qual medindo 13,54 m de comprimento por 2,76 metros de altura, formando o triângulo símbolo do movimento mineiro. A segunda, intitulada ''Painel da Inconfidência Mineira'', foi realizada por [[João Câmara Filho]] e localiza-se no terceiro pavimento. Constitui-se de sete painéis, cada qual ilustrando uma fase da inconfidência, tendo como foco o suplício de Tiradentes.
 
[[Imagem:Placa Sepé Tiaraju.jpg|200px|miniatura|direita|Placa comemorativa à inscrição de Sepé Tiaraju no Livro dos Heróis da Pátria]]
Alguns nomes propostos para o Livro de Aço ainda não foram efetivamente inseridos, por motivos não suficientemente claros, apesar de seus projetos de lei terem entrado em vigor. São eles:
*[[Marechal]] [[Manuel Luís Osório]], marquês do Erval, incluído em 27 de maio de 2008 pela lei 11.680.<ref>Diário Oficial da União. Imprensa Oficial: 28 de maio de 2008. Pg. 1.</ref>
*[[Ildefonso Pereira Correia]], barão do Serro Azul, incluído em 16 de dezembro de 2008 pela lei 11.863[2], de 2008.
*[[Roberto Landell de Moura|Padre Roberto Landell de Moura]], o 'pai brasileiro do rádio', incluído em [[30 de abril]] de [[2012]].
Utilizador anónimo