Diferenças entre edições de "Betaoxidação"

1 625 bytes adicionados ,  02h03min de 20 de março de 2018
sem resumo de edição
As reações da beta oxidação e parte do ciclo dos ácido cítrico apresentam similaridades estruturais em três das quatro reações da beta oxidação: a oxidação por FAD, a hidratação e a oxidação por NAD<sup>+</sup>. Tal comparação pode ser feita observando as reações utilizando projeções de Fischer, e também de maneira bastante clara usando o [[modelo poligonal]]. <ref name="bonafe">Bonafe, C. F. S.; Bispo, J. A. C.; de Jesus, M. B. (2018). The Polygonal Model: A Simple Representation of Biomolecules as a Tool for Teaching Metabolism. Biochemistry and Molecular Biology Education. 46: 66-75. DOI - 10.1002/bmb.21093.</ref> Cada enzima dessas etapas apresenta similaridades estruturais.
 
{{wide image|Beta oxidation and Krebs comparison Fischer projections and polygonal model.png|1430px800px|Estrutura dos intermediários da beta oxidação e parte do ciclo do ácido cítrico usando projeções de Fischer (parte superior), evidenciando características comuns da estrutura desses intermediaries. Tal comparação também é mostrada usando o [[modelo poligonal]] <ref name="bonafe">Bonafe, C. F. S.; Bispo, J. A. C.; de Jesus, M. B. (2018). The Polygonal Model: A Simple Representation of Biomolecules as a Tool for Teaching Metabolism. Biochemistry and Molecular Biology Education. 46: 66-75. DOI - 10.1002/bmb.21093.</ref> (parte inferior). Os compostos que correspondem à beta oxidação são: acil CoA (PC), 16 Carbonos (nesse caso, palmitoil CoA), trans-Δ2-Enoil CoA (EC), L-β-Hidroxiacil CoA (HC), 3-Cetoacil CoA (KC), e Acil CoA (MC), 14 carbonos (nesse caso, miristoil CoA). Os intermediários do ciclo do ácido cítrico correspondem ao succinato (Suc), fumarato (Fum), malato (Mal), e oxaloacetato (OxA). As enzimas envolvidas nessas vias correspondem à acil CoA desidrogenase (<u>1</u>) e succinato desidrogenase (<u>5</u>), enoil CoA hidratase (<u>2</u>) and fumarase ou fumarato hidratase (<u>6</u>), 3-hidroxiacil-CoA desidrogenase (<u>3</u>) e malato desidrogenase (<u>7</u>), e beta-cetotiolase (<u>4</u>). Coenzimas NAD<sup>+</sup>, NADH + H<sup>+</sup>, FAD e FADH<sub>2</sub> foram omitidas nessas representações. As produções de NADH e FADH<sub>2</sub> das formas oxidadas das coenzimas são representados, respectivamente, como liberação de “2H” e “[2H]”.}}
 
== Formação de corpos cetônicos no humano ==
== Os tecidos extra-hepáticos usam os corpos cetônicos como combustíveis ==
O D-β-hidroxibutirato é oxidado até acetoacetato pela D-β-hidroxibutirato desidrogenase nos tecidos extra-hepáticos. O acetoacetato é ativado para formar o éster da coenzima A por transferência do CoA do succinil-CoA, um intermediário do ciclo do ácido cítrico, numa reação catalisada pela β-cetoacil-CoA transferase. O acetoacetil-CoA é então clivado pela tiolase para liberar duas moléculas de acetil-CoA que entram no ciclo do ácido cítrico.<ref>LEHNINGER, Albert Lester; NELSON, David L; COX, Michael. Princípios da Bioquímica. 2.ed. São Paulo: Sarvier, 1995.</ref>
 
== Estrutura dos intermediários da degradação de corpos cetônicos em projeção de Fischer e modelo poligonal ==
 
Os intermediários de reação em projeção de Fischer mostram as mudanças químicas passo a passo. Tal imagem pode ser comparada à representação utilizando o [[modelo poligonal]]. <ref name=" polyg ">{{cite |last= Bonafe |first=CFS|author2= de Jesus MB |author3=Bispo JAC |title = The Polygonal Model: A Simple Representation of Biomolecules as a Tool for Teaching Metabolism | journal = Biochemistry and Molecular Biology Education | volume = 46 | issue = 1 | pages = 66-75 | date = January-February 2018 | pmid = | doi = 10.1002/bmb.21093| url = }}</ref>
 
[[File:Ketone bodies degradation Fischer polygonal.png|frame|center|Estrutura dos intermediários da degradação de corpos cetônicos de β-hidroxibutirato a acetil-CoA, mostrado utilizando-se projeções de Fischer, parte superior, e o [[modelo poligonal]], parte inferior. β-hidroxibutirato (BHB) é oxidado a acetoacetato (AA), sendo ativado a acetoacetil CoA (AAcoA) através de reação com succinil-CoA (S-coA), produzindo succinato (Suc). O acetoacetil CoA reage com a coenzima A (coA) fornecendo duas moléculas de acetil CoA (AcoA). As enzimas envolvidas nessa via metabólica correspondem à D-β-hidroxibutirato desidrogenase (<u>1</u>), acetoacetil succinil-CoA tranferase (<u>2</u>), e tiolase (<u>3</u>). Coenzimas (NAD<sup>+</sup>, NADH + H<sup>+</sup>) foram omitidas nessas representações. A participação das mesmas foi aqui representada pela liberação de “2H”.]]
 
{{Referências}}
128

edições