Diferenças entre edições de "Ocapi"

144 bytes removidos ,  03h15min de 28 de março de 2018
| mapa_legenda = Distribuição do ocapi marcada em verde escuro. Em azul, possíveis áreas de distribuição.
}}
O '''ocapi''' (''Okapia johnstoni''), é um [[Mammal|mamífero]]  [[Artiodátilos|artriodáctilo]] nativo do nordeste da [[República Democrática do Congo]] na África Central. Embora o ocapi tenha marcas listradas reminiscentes de [[zebra]]s, é mais estreitamente relacionado com a girafa. O ocapi e a girafa são os únicos membros vivos da família [[Giraffidae]]. O ocapi tem cerca de 1,5 m de altura no ombro e tem um comprimento médio do corpo de cerca de 2,5 m.O seu peso varia de 200 a 350 kg. Tem um pescoço longo e orelhas grandes e flexíveis. Sua pelagem varia do tom chocolate a marrom avermelhado, em contraste com as listras horizontais brancas e anéis nas pernas e tornozelos brancos. Os ocapis machos têm chifres curtos e cobertos de pelos, chamados ossicones, com menos de 15 cm de comprimento. As fêmeas possuem espirais de cabelo, e ossicones estão ausentes.
 
Ocapis são principalmente [[diurno]]s, mas podem estar ativos por algumas horas na escuridão. Eles são essencialmente solitários, unindo-se apenas para se reproduzir. São herbívoros, alimentando-se de folhas e brotos de árvores, gramíneas, samambaias, frutas e fungos. A Rotina dos machos e o estro das fêmeas não depende da estação. Em cativeiro, os ciclos de estro recorrem a cada 15 dias. O período gestacional é de cerca de 440 a 450 dias de duração, após geralmente um único filhote nasce. Os juvenis são mantidos escondidos, e a amamentação ocorre com pouca frequência. Começam a tomar alimentos sólidos a partir de três meses, e o desmame ocorre em seis meses.
== Etimologia e taxonomia ==
[[Ficheiro:Okapi_1901.jpg|miniatura|Uma ilustração de um ocapi pelo Sir Harry Johnston, 1901]]
O nome científico do ocapi é ''Okapia johnstoni''. Foi descrito pela primeira vez como ''Equus johnstoni'' pelo zoólogo inglês [[Philip Sclater|Philip Lutley Sclater]] em 1901.<ref>{{citar periódico|último =Sclater|primeiro =Philip Lutley|ano=1901|título=On an Apparently New Species of Zebra from the Semliki Forest.|url=http://www.biodiversitylibrary.org/page/31590976|periódico=Proceedings of the Zoological Society of London|volume=v.1|páginas=50–52|via=Biodiversity Heritage Library}}</ref> O [[nome genérico]] ''Okapia'' deriva de [[Lese língua|Lese]] [[Karo língua|Karo]] nome &nbsp;o'api, enquanto o [[nome específico]] (johnstoni) é em reconhecimento do governador britânico de [[Uganda]], Sir Harry Johnston, que primeiro adquiriu uma espécime de ocapi para a ciência da [[Floresta Ituri]] ao repatriar um grupo de [[pigmeus]] ao Congo belga.<ref>Nowak, Ronald M (1999) ''Walker's Mammals of the World.'' 6th ed. p. 1085.</ref><ref>{{citation|título=The Okapi: Mysterious Animal of Congo-Zaire|último =Lindsey|último2 =Green|último3 =Bennett|primeiro =Susan Lyndaker|primeiro2 =Mary Neel|primeiro3 =Cynthia L.|data=1999|páginas=4–8|publicado=University of Texas Press|isbn=0292747071}}</ref> O animal foi trazido à atenção Europeia proeminente pela especulação de sua existência encontrada em relatórios da imprensa cobrindo as viagens de [[Henry Morton Stanley]] em 1887. Os restos de uma carcaça foram mais tarde enviados para Londres pelo aventureiro inglês e administrador colonial Harry Johnston e se tornou um evento de mídia em 1901.<ref>{{citar periódico|volume=57|url=https://books.google.com/books?id=hpR_hPSqYa0C&pg=PA544|página=544|periódico=The American review of reviews|título=The African okapi, a beast unknown to the zoos|autor =Shaw, Albert|ano=1918}}</ref>
 
Em 1901, zoólogo [[Philip Sclater]] apresentou uma pintura do ocapi antes da [[Sociedade Zoológica de Londres]] que descrevia suas características físicas com alguma clareza. Havia muita confusão quanto ao status taxonômico deste animal recém-descoberto. O próprio Sir Harry Johnston o chamou de ''Helladotherium'', ou um parente de outros giraffids extintos.<ref>{{citar periódico|título=Proceedings of the general meetings for scientific business of the Zoological Society of London|periódico=[[Proceedings of the Zoological Society of London]]|data=1901|volume=2 (May to December)|número=1|páginas=1–5|url=https://archive.org/stream/proceedingsofzoo19012zool#page/n47/mode/2up}}</ref> Baseado na descrição do ocapi pelos Pigmeus, que se referiram a ele como um "cavalo", Sclater nomeou a espécie ''Equus johnstoni.''<ref name="kingdon1979">{{citar livro|último1 =Kingdon|primeiro1 =Jonathan|título=East African Mammals: An Atlas of Evolution in Africa, Volume 3, Part B|data=1979|publicado=University of Chicago Press|local=Chicago|isbn=9780226437224|página=339}}</ref> Posteriormente, Lankester declarou que o ocapi representava um gênero desconhecido de Giraffidae, que ele colocou em seu próprio gênero ''Okapia'', e atribuiu o nome ''Okapia johnstoni'' à espécie.<ref name="prothero">{{citar livro|último1 =Prothero|primeiro1 =Donald R.|último2 =Schoch|primeiro2 =Robert M.|título=Horns, tusks, and flippers : the evolution of hoofed mammals|data=2002|publicado=Johns Hopkins University Press|local=Baltimore, Md.|isbn=9780801871351|páginas=66–67}}</ref>
== Características ==
[[Ficheiro:Okapi_(Okapia_johnstoni)_2009-04-04_04.jpg|esquerda|miniatura|Ocapi monstrando suas listras brancas impressionantes e chifres curtos cobertos de cabelo.]]
O ocapi é um animal de tamanho médio, com 1,5 m (4.9 &nbsp;ft) de altura no ombro. Seu comprimento médio é de cerca de 2,5 m (8.2 ft) e seu peso varia de 200 a 350 kg (440 a 770 lb).<ref name="Burnie">{{citar livro|autor =Burnie|autor2 =Don E. Wilson|last-author-amp=yes|título=Animal|data=2001|publicado=DK|local=New York|isbn=0789477645|edição=1st American}}</ref> Tem um pescoço longo, e orelhas grandes e flexíveis. O casaco é um chocolate marrom avermelhado, muito em contraste com as listras horizontais brancas e anéis nas pernas e tornozelos brancos. As listras marcantes fazem-no assemelhar-se a uma zebra.<ref name="adw" /> Estas características servem como uma camuflagem eficaz em meio à vegetação densa. O rosto, a garganta e o peito são brancos acinzentados. As glândulas interdigital estão presentes em todos os quatro pés, e são ligeiramente maiores nos pés dianteiros.<ref name="bodmer">{{citar periódico|último1 =Bodmer|primeiro1 =R.E.|último2 =Rabb|primeiro2 =G.B.|título=''Okapia johnstoni''|periódico=Mammalian Species|data=10 de Dezembro de 1992|número=422|páginas=1–8|url=http://www.science.smith.edu/msi/pdf/i0076-3519-422-01-0001.pdf|doi=10.2307/3504153}}</ref> Os ocapis machos têm chifres curtos e cobertos de pelos, chamados ossicones, com menos de 15 cm de comprimento. O ocapi exibe dimorfismo sexual, com fêmeas 4,2 centímetros mais altas em média, ligeiramente mais vermelhas e sem chifres proeminentes, em vez disso possuindo vernizes.<ref name="grzimek">{{citar livro|último1 =Grzimek|primeiro1 =B.|título=Grzimek's Encyclopedia of Mammals (Volume 5)|data=1990|publicado=McGraw-Hill Publishing Company|local=New York}}</ref><ref name="jstor">{{citar periódico|último1 =Solounias|primeiro1 =N.|título=Prevalence of ossicones in Giraffidae (Artiodactyla, Mammalia)|periódico=Journal of Mammalogy|data=Novembro de 1988|volume=69|número=4|páginas=845–8|doi=10.2307/1381645|JSTOR=1381645}}</ref>
 
O ocapi mostra várias adaptações ao seu habitat tropical. O grande número de células de vareta na [[retina]] facilita a visão noturna, e há um eficiente sistema olfatório. As grandes bolhas auditivas levam a um forte senso auditivo. A fórmula dentária do ocapi é {{Fórmuladentária|superior=0.0.3.3|inferior=3.1.3.3}}<ref name="bodmer" /> Dentes são baixos-coroado,  &nbsp;bem &nbsp;cúspide e eficiente para cortar a folhagem macia. O grande ceco e cólon ajudam na digestão microbiana, e uma taxa rápida de passagem de alimentos permite uma menor digestão da parede celular do que em outros ruminantes.<ref name="kingdon" />
 
O ocapi pode ser facilmente distinguido de seu parente mais próximo existente, a girafa. É muito menor e compartilha mais similaridades externas com cervos e bovídeos do que com a girafa. Enquanto ambos os sexos possuem chifres na girafa, apenas os machos têm chifres no ocapi. O ocapi tem grandes seios palatinos, únicos entre os girafídeos. As semelhanças morfológicas compartilhadas entre a girafa e o ocapi incluem uma marcha similar - ambos usam um andar de estimulação, pisando simultaneamente com a frente e a perna traseira no mesmo lado do corpo, ao contrário de outros ungulados que andam movendo pernas alternadas em ambos os lados de o corpo<ref name="dagg">{{citar periódico|último1 =Dagg|primeiro1 =A. I.|título=Gaits of the Giraffe and Okapi|periódico=Journal of Mammalogy|data=maio de 1960|volume=41|número=2|páginas=282|doi=10.2307/1376381|jstor=1376381}}</ref> - e uma longa língua preta (mais longa no ocapi) útil em arrancar insetos e folhas assim como para limpeza.<ref name="kingdon">{{citar livro|último1 =Kingdon|primeiro1 =Jonathan|título=Mammals of Africa.|data=2013|publicado=A. & C. Black|local=London|isbn=978-1-4081-2251-8|páginas=95–115|edição=1st}}</ref>
== Ecologia e comportamento ==
[[Ficheiro:Okapi_tongue.jpg|miniatura|A língua longa do okapi]]
[[Ficheiro:Okapi_and_calf_at_White_Oak.jpg|miniatura|Um ocapi está ao lado do seu filhote &nbsp;na White Oak Conservation.]]
Ocapis são principalmente diurnos, mas podem estar ativos por algumas horas na escuridão.<ref>{{citar periódico|último1 =Lusenge|primeiro1 =T.|último2 =Nixon|primeiro2 =S.|título=Conservation status of okapi in Virunga National Park|periódico=DRC, Zoological Society of London|data=2008}}</ref> Eles são essencialmente solitários, unindo-se apenas para se reproduzir. Eles têm intervalos domésticos sobrepostos e ocorrem tipicamente em densidades de cerca de 0,6 animais por kilômetro quadrado.<ref name=adw>{{citar web|último1 =Palkovacs|primeiro1 =E.|título=Okapi ''Okapia johnstoni''|url=http://animaldiversity.org/site/accounts/information/Okapia_johnstoni.html|website=Animal Diversity Web|publicado=University of Michigan Museum of Zoology|acessodata=17 de Abril de 2015}}</ref> Machos com intervalos domésticos de 13 &nbsp;km<sup>2</sup> (5.0 &nbsp;sq &nbsp;mi) enquato a fêmeas tem intervalos domésticos de 3–5 &nbsp;km<sup>2</sup> &nbsp;(1.2–1.9 &nbsp;sq &nbsp;mi). Os machos migram continuamente, enquanto as fêmeas são sedentárias.<ref name="hart" /> Machos frequentemente marcam territórios e arbustos com a sua urina, enquanto as fêmeas usam locais comuns de defecação. Higiene é uma prática comum, focada nos lóbulos das orelhas e no pescoço. Ocapis esfregam muitas vezes o pescoço contra as árvores, deixando um [[exsudato]] marrom.<ref name="bodmer" />
 
O macho protege seu território, mas permite que as fêmeas passem pelo domínio para se alimentar. Os machos visitam faixas de origem feminina no momento da reprodução.<ref name="kingdon" /> Embora geralmente tranquilo, o ocapi pode chutar e com a cabeça bater na bunda para mostrar agressividade. Como as cordas vocais são pouco desenvolvidas, a comunicação vocal é restrita principalmente a três sons - "chuff" (chamadas de contato utilizadas por ambos os sexos), "gemido" (por fêmeas durante a corte) e "bleat" (por crianças sob estresse). Os indivíduos podem se envolver na [[resposta Flehmen]], uma expressão visual em que o animal ondula para trás seus lábios superiores, exibe os dentes e inala pela boca por alguns segundos. O leopardo é o principal predador do ocapi.<ref name="bodmer" />
A [[União Internacional para a Conservação da Natureza|União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais]] (IUCN) classifica o ocapi como [[Ameaçada|Ameaçado]].<ref name="OCP">{{citar jornal|último =Hebert|primeiro =Amanda|data=26 de novembro de 2013|título=Okapi Added to IUCN’S Endangered Species List|url=http://www.epulu-story.org/assets/endangered-press-release-11.25.docx|local=[[Jacksonville, Florida]]|publicado=[[Okapi Conservation Project]]|acessodata=3 de Junho de 2014}}</ref> Está totalmente protegido pela lei Congolesa. A Reserva natural dos Ocapi e o parque nacional de Maiko suportam populações significativas do ocapi, embora haja um declínio constante nos números devido a diversas ameaças. Outras áreas de ocorrência são a Reserva de Caça Rubi Tele e a Reserva Abumombanzi. As principais ameaças incluem a perda de habitat devido à exploração madeireira e ao assentamento humano. A caça extensiva para carne de animais selvagens e a pele e a mineração ilegal conduziram também aos declínios da população. Uma ameaça que surgiu recentemente é a presença de grupos armados ilegais em torno de áreas protegidas, inibindo as ações de conservação e monitoramento. Uma pequena população ocorre ao norte do Parque Nacional de Virunga, mas é privada de proteção devido à presença de grupos armados na vizinhança.<ref name="iucn" /> Em junho de 2012, uma quadrilha de caçadores atacou a sede da Reserva natural dos Ocapi, matando seis guardas e outros funcionários, bem como 13 do ocapi cativo.<ref>{{citar jornal|último1 =Flocken|primeiro1 =J.|título=Tragic Losses in the Heart of Darkness|url=http://www.huffingtonpost.com/jeffrey-flocken/okapi-wildlife-reserve-attack_b_1634403.html?ir=India|acessodata=18 de Abril de 2015|agência=Huffington Post|data=29 de Junho de 2012}}</ref>
 
O Okapi Conservation Project, criado em 1987, trabalha para a conservação do ocapi, bem como o crescimento do povo indígena Mbuti.<ref name="iucn" /> Em novembro de 2011, o  &nbsp;[[White Oak Conservation]] &nbsp;center e o Zoológico e Jardins de Jacksonville organizaram uma reunião internacional do Plano de Sobrevivência de Espécies de Okapi (em inglês; SSP) e do Programa de Espécies Ameaçadas de Extinção de Ocapi (em inglês; EEP) em [[Jacksonville]], na qual participaram representantes de zoológicos dos EUA, Europa e Japão. O objetivo foi discutir o manejo dos ocapis cativos e organizar o apoio para conservação do ocapi. Muitos zoológicos na América do Norte e Europa atualmente têm ocapis em cativeiro.<ref name="meet">{{citar web|título=Okapi SSP and EEP International Meeting|url=http://www.okapiconservation.org/ssp-eep/|website=Okapi Conservation Project|publicado=Wildlife Conservation Global|acessodata=18 de Abril de 2015}}</ref>
 
<gallery>
[[Categoria:Mamíferos descritos em 1901]]
[[Categoria:Giraffidae]]
[[Categoria:Girafas]]
[[Categoria:Animais herbívoros]]
[[Categoria:Mamíferos da África Subsaariana]]
[[Categoria:Mamíferos da África]]
[[Categoria:Fauna da África Central]]
[[Categoria:Fósseis vivos]]
[[Categoria:Mamíferos da República Democrática do Congo]]
623 853

edições