Diferenças entre edições de "I Governo Constitucional de Portugal"

sem resumo de edição
{{Governos Constitucionais de Portugal|01}}
[[File:Mário Soares (2003).jpeg|thumb|O [[Lista de chefes de governo de Portugal|Primeiro-Ministro]] [[Mário Soares]].|355x355px]]
O '''I Governo Constitucional de Portugal''' tomou posse a [[23 de julho]] de [[1976]], sob chefia de [[Mário Soares]], sendo constituído pelo [[Partido Socialista (Portugal)|Partido Socialista]], com base nos resultados das [[Eleições legislativas portuguesas de 1976|eleições legislativas de 25 de abril de 1976]]. Terminou o seu mandato a [[23 de janeiro]] de [[1978]]<ref>{{Citar livro |sobrenome=Guimarãis |nome=Alberto Laplaine |autorlink= |coautor=Ayala, Bernardo Diniz de; Machado, Manuel Pinto; António, Miguel Félix |título=Os Governos da República: 1910&ndash;2010 |local=Lisboa |editora=Edição dos autores |página=411&ndash;416 |capítulo=I Governo Constitucional |isbn=978-989-97322-0-9 }}</ref>, na sequência da rejeição, pela [[Assembleia da República]], de uma [[moção de confiança]]<ref group="Nota">Contra: 159 – PSD, CDS, PCP, UDP, Deputados Independentes Carmelinda Pereira, Aires Rodrigues, Brás Pinto, Lopes Cardoso e Vital Rodrigues;
 
Favor: 100 – PS.</ref>, apresentada pelo [[Primeiro-Ministro de Portugal|Primeiro-Ministro]] (Artigo 198.º da [[Constituição portuguesa de 1976|Constituição da República Portuguesa]]<ref group="Nota">"Artigo 198.º
Utilizador anónimo